Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Covid-19. Inter de Milão: as autoridades proibiram os treinos, impediram os jogadores de se juntarem às seleções e adiaram jogo

Após os casos positivos do defesa Danilo D'Ambrosio e do guarda-redes esloveno e capitão Samir Handanovic, dois novos jogadores tiveram resultado positivo, o central holandês Stefan de Vrij e o médio Matias Vecino, refere o Inter em comunicado

Lusa

O treinador Antonio Conte e os seus ragazzi

Marco Luzzani

Partilhar

O jogo de sábado entre o Inter Milão e o Sassuolo, da 28.ª jornada da liga italiana de futebol, foi adiado devido ao surgimento de mais casos positivos ao novo coronavírus entre os ‘nerazzurri’, anunciou hoje o clube milanês.

Após os casos positivos do defesa Danilo D'Ambrosio e do guarda-redes esloveno e capitão Samir Handanovic, dois novos jogadores tiveram resultado positivo, o central holandês Stefan de Vrij e o médio Matias Vecino, refere o Inter em comunicado.

Perante estes novos casos, o clube refere que as autoridades sanitárias de Milão decidiram suspender todas as atividades da equipa “por quatro dias, até domingo inclusive” e proibir a realização do jogo contra o Sassuolo, marcado para a noite de sábado, em San Siro.

As autoridades sanitárias de Milão decidiram ainda proibir que os jogadores internacionais deixem o clube no domingo, como estava previsto, para se juntarem às suas respetivas seleções.

“Na segunda-feira, antes de uma possível retoma das atividades, toda a equipa será testada novamente”, finaliza o Inter de Milão, que lidera a Série A, com 65 pontos, com nove de vantagem sobre o ‘vizinho’ AC Milan, segundo com 56.