Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

O futebol só dos ricos: 12 clubes anunciam oficialmente criação de Superliga europeia

AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, Inter, Juventus, Liverpool, City, United, Real Madrid e Tottenham anunciaram em conjunto que vão começar a disputar uma Superliga europeia, em concorrência com a Liga dos Campeões

tribuna expresso

Zac Goodwin - PA Images

Partilhar

AC Milan, Arsenal, Atlético de Madrid, Chelsea, Barcelona, Inter, Juventus, Liverpool, Manchester City, Manchester United, Real Madrid e Tottenham: são estes os 12 clubes de três países - Espanha, Inglaterra e Itália - que acabam de anunciar, este domingo à noite, a criação oficial de uma Superliga, destinada apenas aos maiores clubes da Europa.

Em conjunto, os clubes nomeados lançaram à mesma hora um comunicado que detalha que serão os fundadores a organizar a prova e que estão disponíveis para conversar com a UEFA e com a FIFA, apesar de ambos os organismos que regem o futebol europeu e mundial, respetivamente, já terem dito publicamente que os clubes que participassem numa Superliga seriam punidos.

Ao que tudo indica, a prova será concorrente da Liga dos Campeões, que perde assim alguns dos seus maiores clubes.

De acordo com o comunicado, haverá também mais três clubes convidados a serem fundadores da prova, perfazendo um total de 15. Depois, serão encontrados anualmente outros cinco participantes, segundo a sua prestação desportiva na época anterior.

O comunicado indica também que a liga, que será sinónimo "de maior crescimento económico", será disputada a meio da semana e o objetivo é começar em agosto, com dois grupos de 10 equipas cada.

"Vamos ajudar o futebol a todos os níveis e elevá-lo ao seu lugar no mundo", diz Florentino Perez, presidente do Real Madrid e da Superliga, no comunicado em questão. "O futebol é o único desporto global com mais de quatro mil milhões de adeptos e a nossa responsabilidade enquanto grandes clubes é responder aos seus desejos".