Tribuna Expresso

Perfil

Futebol internacional

Árbitra transgénero: Sapir Berman faz história no mundo do futebol

Correspondente SIC

A comunidade LGBTQ continua a estabelecer novos precedentes no futebol: é a primeira vez que uma mulher transgénero apita um jogo de futebol profissional masculino

sic notícias

Partilhar

A luta mundial contra a homofobia continua, também no mundo do futebol. A comunidade LGBTQ continua a estabelecer novos precedentes. A novidade neste caso chega de Israel. Pela primeira vez numa liga de futebol pertencente à UEFA, uma mulher transgénero dirigiu um jogo de futebol profissional masculino. Israel é o país mais tolerante para LGBT do Médio Oriente. Mesmo assim, fica o desafio do encontro com os adeptos de futebol.

É a primeira vez que uma mulher transgénero apita num jogo de futebol profissional masculino. Sapir Berman, de 27 anos, decidiu anunciar numa conferência de imprensa na Federação de Futebol israelita, que está a começar a mudar de sexo.

O maior desafio da árbitra é o encontro com os adeptos no estádio. A associação de árbitros decidiu que Sapir arbitrará um dos jogos mais importantes do ano: o Hapoel de Haifa contra o Beitar de Jerusalém, uma equipa conhecida pelos seus ultras intolerantes.