Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Rui Vitória isolado num Spartak em ebulição

Treinador português foi para Moscovo com um projeto para ser campeão, mas não teve as contratações que pediu e esteve um mês sem conseguir comunicar com o presidente do clube

Diogo Pombo e Lídia Paralta Gomes

Mikhail Metzel

Partilhar

Bicampeão nacional pelo Benfica, Rui Vitória passou pela Arábia Saudita antes de aterrar esta temporada num dos históricos do futebol russo. Em ano de centenário, o Spartak Moscovo contratou o português prometendo um projeto para ser campeão, mas este tem encontrado resistência para contratar reforços no meio de um clube em ebulição na cúpula diretiva.

De acordo com o jornal russo “Championat”, o treinador português não está satisfeito com a abordagem ao mercado do clube, que contratou apenas o central belga Maximiliano Caufriez, quando Vitória havia pedido um lateral e um médio. A informação foi confirmada à Tribuna Expresso por uma fonte próxima do treinador, que diz ainda que Rui Vitória tentou a 31 de agosto, dia do fecho do mercado em boa parte dos campeonatos europeus, falar com o diretor geral do Spartak para tentar contratar jogadores, mas que este não lhe atendeu o telefone.

A contratação de Caufriez não terá agradado ao treinador, já que o eixo da defesa não é uma posição problemática, mas a direção do clube terá avançado sem o aval de Rui Vitória, não dando explicações ao técnico ex-Benfica quando este as pediu.

O presidente do clube, Leonid Fedun, esteve de férias durante um mês, período em que não contactou com o português. Fase que coincidiu com a demissão de Dmitry Popov, diretor desportivo que deixou o Spartak a meio da pré-eliminatória para a Champions com o Benfica, que os russos perderam.

Povov bateu com a porta em choque com a mulher de Fedun, Zarem Salkhova, e depois de tentar contratar o lateral argentino Gonzalo Montiel e o presidente do clube ter pedido opinião sobre o jogador ao antigo treinador do Spartak, o alemão Domenico Tedesco.

À 6.ª jornada do campeonato russo, o Spartak é apenas 10.º classificado, com 7 pontos, já a sete do líder Zenit.