Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Carlos Queiroz, o novo "faraó": português vai treinar a seleção do Egito

A federação do país africano anunciou que o antigo selecionador nacional é o novo técnico do conjunto liderado por Salah, estrela do Liverpool. Queiroz, que disputará a Taça das Nações Africanas já em janeiro, tentará conduzir o Egito até ao Mundial 2022, naquela que seria a quarta presença consecutiva do português em fases finais da competição

Pedro Barata

Amin M. Jamali/Getty

Partilhar

A vida de Carlos Queiroz dá para um livro. Ora, a obra sobre a trajetória do treinador já terá direito a mais um capítulo: o português, de 68 anos, foi anunciado como novo selecionador da seleção de futebol do Egito. Em comunicado publicado na sua página oficial, a federação do país africano divulgou que Queiroz terá na sua equipa "um auxiliar estrangeiro, um analista de performance e um especialista em reabilitação" e que "chegará no início da próxima semana".

Recorde-se que Queiroz foi, até dezembro de 2020, selecionador da Colômbia, mas nessa altura saiu do cargo para o qual tinha sido nomeado em 2019. Agora, o português irá dar sequência a uma vasta carreira, na qual já trabalhou em Portugal, Espanha, Inglaterra, Estados Unidos da América, Japão, África do Sul, Irão e, como já foi referido, Colômbia.

No Egito, o antigo selecionador nacional tentará marcar presença na quarta fase final de um Mundial de maneira consecutiva, visto que orientou Portugal no Campeonato do Mundo de 2010 e o Irão nos de 2014 e 2018. Caso o faça, Queiroz ficará apenas atrás do sérvio Bora Milutinovic, que esteve presente em cinco Mundiais, e do brasileiro Carlos Alberto Parreira, que orientou seleções em seis edições diferentes da principal competição global e que é o técnico com maior número de presenças em Mundiais.

Para chegar ao Catar, em 2022, o luso terá de superar o grupo F da segunda ronda da qualificação africana. Decorridas duas das seis jornadas, o Egito está na 2.ª posição, com 4 pontos, menos dois do que a Líbia e mais três do que o Gabão e quatro do que Angola. Caso ganhe o grupo, o Egito passará para a terceira e última fase do apuramento, na qual os 10 vencedores do grupo serão sorteados para disputarem cinco embates diretos, dos quais sairão as cinco seleções africanas que estarão no Mundial.

Além da qualificação para o Mundial, Queiroz terá, já no mês de janeiro, uma competição de grande importância. A Taça das Nações Africanas irá realizar-se nos Camarões entre os dias 9 de janeiro e 6 de fevereiro, estando o Egito no grupo D, juntamente com Nigéria, Sudão e Guiné-Bissau.

A seleção, conhecida como os "faraós", tem como grande estrela Mohamed Salah, o craque do Liverpool. Historicamente, o Egito é uma das principais potências do futebol africano, sendo mesmo a seleção que mais vezes foi campeã continental, visto que venceu a CAN por 7 vezes.