Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

João Félix viu dois amarelos seguidos, mas Simeone acha que "se fosse outro a fazer aquele gesto, provavelmente não teria sido expulso"

O jogador português entrou no duelo entre Atlético de Madrid e Athletic ao minuto 60, mas 18 minutos depois foi expulso. No entanto, o seu treinador desvalorizou o vermelho: "Entrou muito bem no jogo e isso é o que me importa"

Tribuna Expresso

Quality Sport Images/Getty

Partilhar

Decorria o minuto 78 do encontro entre Atlético de Madrid e Athletic, da 5.ª jornada de La Liga. João Félix, que tinha entrado em campo 18 minutos antes, levava a bola pela zona central do terreno quando sofreu falta de Unai Vencedor. Enquanto estava a ser importunado pelo seu adversário, o português, segundo o entendimento do árbitro Gil Manzano, abriu o braço e atingiu Vencedor, o que valeu o cartão amarelo mostrado a Félix.

Mas o número 7 do Atlético não ficou nada satisfeito com o juíz, protestando veementemente a decisão de lhe ter sido mostrado o amarelo. E Gil Manzano não gostou das palavras e gestos de João Félix, mostrando-lhe um segundo cartão poucos segundos depois do primeiro, sendo o jovem expulso.

NurPhoto/Getty

Félix saiu do terreno de jogo visivelmente indignado, perante os protestos dos seus companheiros e dos adeptos do Atlético, que acabou por não sair do nulo no jogo. No relatório que redigiu após o desafio, Gil Manzano escreveu que João Félix viu o segundo amarelo por "se ter dirigido" ao árbitro com "o dedo indicador em sinal de descontentamento depois de ter sido amarelado".

No entanto, após a partida, Diego Simeone, treinador da equipa de Madrid, desvalorizou a situação."Ainda não vi a jogada", disse o argentino, continuando: "Não tenho dúvidas de que o João entrou muito bem no jogo e isso é o que me importa", referiu Simeone, que rematou dizendo que "se fosse outro a fazer aquele gesto, provavelmente não teria sido expulso".

Em 79 jogos ao serviço do Atlético de Madrid, 43 pela equipa principal do Benfica e 18 pela seleção principal de Portugal, João Félix nunca tinha sido expulso, ainda que, nos três encontros que realizou esta temporada pela equipa espanhola, tenha visto amarelos em todos. Este é mais um episódio numa época que não tem sido fácil para o jogador. Após começar a campanha lesionado, o atacante ainda só realizou 106 minutos em 2021/22, só tendo sido titular uma vez (frente ao FC Porto, na Liga dos Campeões, duelo em que foi substituído aos 56 minutos).

  • Duelos de fundo de court
    FC Porto

    O Atlético Madrid - FC Porto pareceu, a tempos, uma daquelas batalhas já passadas entre Novak Djokovic e Andy Murray, duelos intensos e competitivos, como duas paredes sólidas a anularem-se, sem lugar para macramé. Houve muita guerra, pouca baliza, num jogo que sempre teve cara de nulo e acabou sem golos, apesar da equipa portuguesa talvez ter queixas da arbitragem