Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Cristiano apagado, Bruno Fernandes falha pénalti e derrota no final: uma tarde não para os portugueses do Manchester United

O Manchester United sofreu a primeira derrota na Premier League, perdendo (1-0) com o Aston Villa, num jogo em que Bruno Fernandes teve o empate nos pés já nos descontos, mas não conseguiu converter uma grande penalidade

Lídia Paralta Gomes

PAUL ELLIS

Partilhar

Na última jornada, a vitória já tinha chegado com alguma sorte. Agora a primeira derrota do Manchester United na Premier League chegou mesmo - e é a segunda seguida, depois da eliminação da Taça da Liga a meio da semana, com o West Ham.

Frente ao Aston Villa, em pleno Old Trafford, o Manchester United voltou a mostrar as habituais dificuldades na construção e desta vez nem os ataques rápidos funcionaram, num dia em que a definição no último terço esteve pouco inspirada, com Cristiano Ronaldo apagado na frente e incapaz dos milagres costumeiros das últimas jornadas.

As melhores oportunidade do United na 1.ª parte apareceram já dentro dos últimos cinco minutos, com Harry Maguire a obrigar Emiliano Martinez a uma defesa apertada após um livre lateral de Bruno Fernandes, e Paul Pogba - quase sempre o melhor dos red devils - a ficar a centímetros do golo num cabeceamento na sequência de um canto.

Simon Stacpoole/Offside

Na 2.ª parte, o Manchester United perderia Maguire por lesão (na 1.ª parte já tinha perdido Luke Shaw, substituído por Diogo Dalot) e o Aston Villa ia criando perigo, chegando à baliza de David de Gea em poucos passes. A equipa de Ole Gunnar Solskjaer foi quase sempre inócua no ataque e nem mesmo a entrada de Edinson Cavani nos últimos 10 minutos melhorou as dinâmicas ofensivas da equipa, sempre muito previsíveis.

O jogo parecia caminhar para um nulo, mas havia emoções guardadas para os últimos minutos. Aos 88’, na sequência de um canto, o defesa Kortney Hause ganhou o lance a Cavani e com uma cabeçada explosiva colocou o Aston Villa em vantagem, gelando Old Trafford, que voltaria à vida segundos depois, quando na jogada seguinte o mesmo Hause cortou uma bola com o braço.

A dúvida sobre quem marcaria a grande penalidade, se Bruno Fernandes ou Cristiano Ronaldo, seria rapidamente desfeita com o médio a pegar na bola e a avançar para os 11 metros - os dois portugueses foram dividindo as marcações dos livres ao longo do jogo. Mas numa ocasião tão solene, o habitualmente impassível Bruno Fernandes optou por um incaracterístico remate em força para o centro da baliza. A bola subiu muito e passou por cima da barra.

Sem tempo para mais, o Manchester United não evitou a primeira derrota na edição 2021/22 da Premier League, numa 7.ª jornada em que o grande vencedor pode ser o Manchester City. Ao mesmo tempo que o United perdia em Old Trafford, o rival da cidade batia o Chelsea por 1-0, juntando-se ao grupo das equipas com 13 pontos, com os blues, os red devils e também o Liverpool, que joga este sábado às 17h30 e que caso pontue vai para a liderança isolada da liga inglesa.