Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

“Queremos ajudar o Jack”: Arteta e a razão pela qual Wilshere está a treinar com o Arsenal

“Estou muito feliz por o termos de volta. Tivemos uma conversa com o Jack e compreendemos as necessidades que ele tem, a fase por que está a passar e penso que toda a gente no clube concordou que é o momento certo para o ajudar", explica o treinador dos gunners

Tribuna Expresso

Stuart MacFarlane

Partilhar

Nos últimos dia de agosto, Jack Wilshere, um rapaz que apareceu aos 16 anos na primeira equipa do Arsenal e que deixou de queixo caído os seguidores da Premier League, deu uma entrevista dura ao “The Athletic”. Por lá, sem clube e convites aos 29 anos, admitia que era difícil explicar principalmente ao filho Archie porque não estava a jogar ou por que razão ninguém o queria.

Agora, ainda sem clube, o internacional inglês que tem uma canhota maravilhosa juntou-se à equipa do Arsenal e Mikel Arteta, o treinador, já explicou porquê.

“O que devem acreditar é que queremos ajudar o Jack a preparar-se para a próxima etapa, fisicamente, mentalmente”, disse o treinador basco ao site oficial do clube, aqui citado pela Eurosport, porventura afastando os cenários de permanência do futebolista e quem sabe gerindo as expectativas do mesmo.

“Ele quer tirar os cursos de treinador e nós estamos preparados para corresponder às necessidades que tenha. É essa basicamente a ideia e não há mais do que isso”, aclarou Arteta, que chegou a jogar no Emirates com Wilshere.

E acrescentou: “Estou muito feliz por o termos de volta. Tivemos uma conversa com o Jack e compreendemos as necessidades que ele tem, a fase por que está a passar e penso que toda a gente no clube concordou que é o momento certo para o ajudar. Sentámo-nos com ele, ouvimos o que ele queria fazer e estamos preparados para fazer qualquer coisa para o ajudar”.

Arteta confirmou que Wilshere vai treinar com a equipa principal de vez em quando, que andará por ali, enquanto continua a estudar para fazer os cursos de treinador, ou os badges, como dizem em Inglaterra. Arteta valorizou ainda a presença de Jack Wilshere junto dos jovens da academia: “É uma ótima influência para ter por aqui”.

Castigado por várias lesões, o esquerdino que em tempos encantou o mundo inteiro num jogo contra o Barcelona está sem clube desde o final da época passada, quando representou o Bournemouth, na segunda divisão.

Wilshere, formado no clube, fez 197 jogos pelo Arsenal durante os 10 anos que ali esteve. Depois passou por West Ham e, como já vimos, Bournemouth.