Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

O Newcastle-Tottenham esteve suspenso devido a uma "emergência médica" com um adepto, mas a partida retomou após a pessoa estar "estável"

O encontro da Premier League estava à beira do intervalo quando Sergio Reguilón alertou o árbitro para a presença de uma pessoa a necessitar de assistência médica nas bancadas. Perante esta emergência, a partida foi interrompida, voltando mesmo os jogadores para os balneários, de onde só regressaram quando houve a comunicação oficial da situação "estável" do adepto, que foi "levado para o hospital"

Pedro Barata

Um médico, com um desfibrilador, a chegar à bancada onde estava o adepto a precisar de assistência médica

Stu Forster/Getty

Partilhar

O Newcastle-Tottenham é o jogo que concentra todas as atenções na ronda oito da Premier League. Pouco mais de uma semana depois da compra do Newcastle por parte de um consórcio liderado pelo fundo soberano da Arábia Saudita, a partida assinalava o primeiro jogo de uma nova era nos "magpies". No entanto, mesmo antes do intervalo, o desafio ficou marcado por algo totalmente diferente.

Quando o Tottenham vencia por 2-1, a equipa orientada pelo português Nuno Espírito Santo dispôs de um canto do lado direito do seu ataque. Ora, antes do referido canto ser executado por Son, o lateral espanhol Sergio Reguilón, da equipa visitante, alertou o árbitro Andre Marriner para algo que estava a acontecer na bancada.

Reguilón avisando Marriner da necessidade de assistência médica na bancada

Reguilón avisando Marriner da necessidade de assistência médica na bancada

Stu Forster/Getty

Um adepto do Newcastle estava a precisar de assistência médica, não tendo sido comunicada a razão dessa necessidade. Mas Reguilón alertou o árbitro, tendo o ex-Sporting Eric Dier dirigido-se à linha lateral para chamar a atenção para a necessidade de que um médico com um desfibrilador fosse rapidamente lidar com a situação. Depois disto, um profissional, equipado com o dito desfibrilador, foi até à bancada onde estava o adepto a necessitar de auxílio, sendo, depois, acompanhado de outros médicos.

Owen Humphreys - PA Images/Getty

Após alguns momentos de incerteza, com jogadores e árbitros no relvado com expressões de preocupação, Andre Marriner decidiu mandar os intervenientes de volta para os balneários, onde aguardariam pela conclusão da assistência médica. Entretanto, a Premier League, através das suas contas oficiais nas redes sociais, comunicou que "o jogo foi suspenso devido a um problema médico na bancada".

O encontro esteve parado cerca de 20 minutos, período após o qual surgiram boas notícias. No St. James' Park ouviram-se aplausos que convidavam ao optimismo, publicando o Newcastle, nas redes sociais, que "o adepto que necessitou de assistência médica urgente foi estabilizado e está a caminho do hospital".

Os jogadores voltaram, então, ao campo, fazendo rápidos exercícios de aquecimento e retomando o encontro. E quando Reguilón, o primeiro homem a avisar o árbitro da necessidade de assistência médica, se aproximou das bancadas e dos adeptos do Newcastle, foi recebido com aplausos que reconheceram a importância da rápida intervenção do espanhol.