Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Mourinho perdeu em casa e queixou-se do árbitro: "Não quero dizer nada porque se falar no domingo não estarei no banco"

O Milan foi a casa da Roma vencer por 2-1 e o treinador português disse muito do que pensava da arbitragem, dizendo muito pouco. Mourinho mostrou-se irritado por aquilo que diz ser "uma falta de respeito pelos que amam a Roma", que segue já a 12 pontos da frente da Serie A

Tribuna Expresso

Fabio Rossi

Partilhar

Continua tremido o início de temporada de José Mourinho na Roma, na sua segunda passagem por Itália depois de ganhar tudo pelo Inter de Milão no início da década passada. Este domingo, o técnico português sofreu a primeira derrota em casa - mas já a quarta para a Serie A -, ao perder com o líder Milan por 2-1, num encontro em que até esteve em superioridade numérica desde os 66 minutos, depois de Theo Hernández ser expulso.

Ainda assim, a arbitragem não foi do agrado de José Mourinho. No final do encontro disse pouco nas entrevistas rápidas, mas um pouco que na verdade é muito.

“Parabéns ao Milan. Não quero dizer mais nada porque se falar no domingo não estarei no banco. A falta de respeito pelos nossos adeptos e pelos que amam a Roma irrita-me”, começou por dizer o treinador, que ainda assim admitiu aos microfones da DAZN que a equipa “não jogou bem” e que não deixou tudo em campo.

A derrota da Roma no Olímpico começou a ser construída pelo Milan logo na 1.ª parte, com o quarentão Zlatan Ibrahimovic a marcar de livre direto. O português Rafael Leão ainda fez o 2-0, num lance de génio em que fez um chapéu a Rui Patrício antes de colocar a bola na baliza, mas o lance seria anulado pelo VAR. O segundo golo do Milan chegou já na 2.ª parte, através de uma grande penalidade de Kessié, aos 57’, e a Roma só reduziu nos descontos, por El Shaarawy.

A Roma é 4.ª na Serie A mas já a distantes 12 pontos dos líderes, o Milan e o Nápoles, que têm 31 pontos.