Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Fim da novela? Al-Sadd diz que Xavi é o novo treinador do Barcelona

O Al-Sadd comunicou ter chegado a acordo com o Barcelona para a saída do treinador, mediante o pagamento da cláusula de rescisão. Mas alguns jornais catalães dizem que, por enquanto, ainda não será bem assim, alegando que será uma forma de pressão do clube catari. O antigo médio, que fez 767 partidas, ganhou 25 títulos e simbolizou o estilo da melhor fase da história do clube, estará prestes a regressar a Camp Nou para ajudar a tirar o Barça de uma profunda crise de resultados e identidade

Pedro Barata

KARIM JAAFAR/Getty

Partilhar

Logo após a saída de Ronald Koeman do comando técnico do Barcelona, Joan Laporta, o presidente do clube, admitiu que "gostaria que Xavi fosse treinador" durante a sua presidência. O antigo médio também já tinha expressado o desejo de "voltar a casa". E, após alguns dias de muita especulação e notícias cruzadas entre a Catalunha e o Catar, agora o regresso parece estar prestes a consumar-se: Xavi Hernández Creus é o novo treinador do Barcelona.

Foi o Al-Sadd, formação do Catar onde o antigo médio disputou as suas últimas quatro campanhas como jogador e que treinava desde 2019, a tornar a notícia oficial. O clube revelou ter "concordado com a saída de Xavi para o Barcelona após o pagamento da cláusula de rescisão estipulada no contrato", tendo desejado "sucesso" ao espanhol que, diz o Al-Saad, revelou vontade de regressar à Catalunha devido ao "momento crítico do clube da sua terra". Segundo o "El País", a cláusula de rescisão paga pelo Barça tinha o valor de cinco milhões de euros.

Mas o "Sport" e o "Mundo Deportivo", jornais catalães, escrevem que o Barcelona ainda não terá pagado a cláusula, nem o quererá fazer, noticiando que o anúncio feito oficialmente pelo Al-Saad será uma forma de pressionar o clube catalão.

Xavi, de 41 anos, sucede assim a outra lenda, Ronald Koeman, no banco do Camp Nou. E fá-lo com o claro objetivo de reverter a situação de crise existente. O Barça soma apenas quatro vitórias em 11 jornadas da La Liga, estando num pouco comum 9.º lugar da classificação, sendo que na Liga dos Campeões já sofreu derrotas pesadas contra Benfica e Bayern Munique.

Vivendo com uma vincada sensação de orfandade provocada pela saída de Messi e com uma crise financeira muito acentuada, o Barça aposta em Xavi, também, tentando que o campeão do mundo de 2010 e da Europa em 2008 e 2012 consiga devolver uma filosofia do qual, enquanto jogador, foi um dos principais embaixadores. Laporta reconheceu que a equipa culé "talvez se tenha afastado" desse estilo e, além dos resultados, Xavi transportará consigo a expectativa de voltar a tornar do Camp Nou a casa do "futebol à Barça".

Segundo a "Marca", Xavi assinou um contrato válido até final da temporada 2023/24 (esta época mais duas). Como jogador, Xavi, formado no Barça, realizou 767 partidas com a equipa principal dos catalães. Membro fundamental da melhor fase da história do clube, venceu 25 títulos, incluindo a Liga dos Campeões em quatro ocasiões.