Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Abel Ferreira: “Precisamos de muitos Bruninhos. Às vezes é preciso um mau exemplo para as pessoas perceberem o que é cultura desportiva”

O treinador português comentou a história de Bruninho, o garoto de nove anos que foi hostilizado por ter pedido e recebido uma camisola do clube rival, após um Santos-Palmeiras, na Vila Belmiro. "Fico muito orgulhoso pelo que assisti nestes dias", resumiu Abel

Tribuna Expresso

Alexandre Schneider

Partilhar

O treinador do Palmeiras, Abel Ferreira, comentou a história de Bruninho, o menino apoiante do Santos que foi hostilizado depois de pedir e receber uma camisola de Jaílson, o guarda-redes suplente da equipa do treinador português. O episódio aconteceu no domingo, depois de um Santos-Palmeiras, na Vila Belmiro, que os visitantes venceram por 2-0.

A inocência e tristeza de Bruninho, que num vídeo pediu desculpa e prometeu devolver a camisola, fizeram Pelé, Neymar e Romário entrarem em ação para defender o garoto. “Grandes figuras do futebol brasileiro uniram-se em prol de uma causa, que é uma forma de estar no futebol de forma positiva, ou seja, cada um pode escolher o seu clube, respeitando os adversários”, começou por dizer o português, aqui citado pelo “Globo Esporte”, na ressaca da vitória por 4-0 contra o Atlético Goianiense, na quarta-feira.

E continuou: “Foi muito bonito de ver, figuras que têm peso, que têm responsabilidade, darem a cara, enche-me de orgulho. É isso que faz mudar mentalidades, a cultura desportiva, realmente precisamos de muitos Bruninhos, que, independentemente dos clubes que torçam, respeitem o adversário e o futebol. O futebol existe no mundo para unir todos os estratos sociais, dos que têm mais capacidade aos que têm menos, onde todos podem desfrutar e torcer pela sua equipa”. Bruno do Nascimento tem apenas nove anos.

Abel Ferreira voltou a dizer-se orgulhoso pela onda solidária de afeto para com Bruninho, um menino que joga nas escolinhas do Peixe e que coleciona momentos e fotografias com muitos protagonistas do mundo do futebol.

“Fico muito orgulhoso pelo que assisti nestes dias. Às vezes é preciso existir um mau exemplo para as pessoas perceberem o que é cultura desportiva. Os agentes desportivos deram uma mensagem clara para que todos percebam o que é amar futebol, cada um tem o seu clube sem problema nenhum”, concretizou.

O Palmeiras de Abel Ferreira soma seis vitórias consecutivas no Brasileirão e vai segurando o segundo lugar, a dez pontos do líder, Atlético Mineiro. O Flamengo, com menos dois jogos do que o Palmeiras, está na terceira posição, apenas a quatro pontos.

Palmeiras e Flamengo vão jogar a final da Copa Libertadores no dia 27 de novembro, no Estádio Centenário, em Montevidéu. A equipa de Abel Ferreira é a campeã em título daquela importante competição.