Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Clubes aceitaram jogar Boxing Day com equipamentos secundários para dar visibilidade ao drama dos sem-abrigo. Mas Premier League rejeitou

A organização de caridade Shelter colocou em marcha a campanha #NoHomeKit, esperando que os clubes dispensem usar o equipamento principal que normalmente distingue quem joga em casa ou fora. Ora, visando a consciencialização da sociedade para as pessoas em situação de sem-abrigo, a ideia passa mesmo pelas fardas dos futebolistas indicarem que ninguém joga em casa nesse 26 de dezembro

Tribuna Expresso

Tony McArdle - Everton FC

Partilhar

Os clubes da Premier League foram desafiados a usar, no Boxing Day, os equipamentos secundários para se juntarem a uma campanha de sensibilização pelas pessoas em situação de sem-abrigo. A English Football League travou a ideia, escreve a BBC.

A Shelter, a organização de caridade em causa, colocou em marcha a iniciativa #NoHomeKit, esperando que os clubes dispensem usar o equipamento principal que normalmente distingue quem joga em casa ou fora. Ora, a ideia passa mesmo pelas fardas dos futebolistas indicarem que ninguém joga em casa, nesse 26 de dezembro, para aumentar a sensibilidade para este flagelo social, que, segundo a Shelter, passou a afetar 180 mil agregados familiares durante a pandemia de covid-19.

A Premier League bloqueou esta ideia, alegando que incumpre as regras da competição, mas admite que aceitará pedidos avulso, isto é, cada clube terá de fazer um pedido formal para esta ocasião.

De acordo com a BBC, Cardiff (2ª divisão) e Portsmouth (3ª divisão) já receberam o OK da Liga de futebol para aderirem a esta campanha, sendo que outros 15 clubes estarão comprometidos em alinhar igualmente.

A BBC escreve ainda que, após este entrave da Premier League, os clubes estarão a procurar outras formas de alinharem na campanha #NoHomeKit.