Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol internacional

Caso de agressão a jogadora do PSG. Investigação vai ouvir Éric Abidal, antigo internacional francês

O jornal "Le Monde" avança que a investigação vai ouvir o antigo diretor-desportivo do Barcelona quando Kheira Hamraoui jogou no clube, porque o chip do telemóvel da futebolista está registado em nome do ex-internacional francês. No momento do ataque à jogadora do PSG, os dois agressores terão dito: "É assim que dormes com homens casados?"

Diogo Pombo

SOPA Images

Partilhar

O caso já se assemelhava a contorcionismo circense pelas voltas que dava no badalado enredo. Na noite de 4 de novembro, Kheira Hamraoui foi agredida com uma barra de ferro por dois homens encapuçados à saída de um evento organizado pelo Paris Saint-Germain, clube que representa. Estava acompanhada por Aminata Diallo, companheira de equipa que foi detida e questionada pela polícia francesa.

As autoridades suspeitavam de um envolvimento da jogadora, alegadamente por querer ganhar o lugar na equipa a Hamraoui, pois ambas competem pela mesma posição. Na sexta-feira, Aminata Diallo foi libertada, recusou ser suspeita do que fosse e classificou tudo como "um embuste perfeitamente artificial" de uma suposta rivalidade com a também companheira de seleção francesa. Saiu em liberdade após 36 horas detida, mas o caso não terminou aí.

O "Le Monde" escreve, esta segunda-feira, que a investigação irá agora ouvir Éric Abidal, devido ao chip do telemóvel de Kheira Hamraoui estar registado em nome do antigo internacional pela França, que jogou no Lyon, Barcelona, Monaco e Olympiacos.

Abidal foi diretor-desportivo do Barça entre 2018 e 2020, tendo coincidindo com Kheira Hamraoui — jogou no clube durante três épocas, entre 2018 e 2021. "Ele será ouvido em breve", confirmou Maryvonne Caillibotte, procuradora do caso, ao jornal francês, dando conta que não está excluída a hipótese de Hayet Abidal, mulher do antigo futebolista, também ser inquirida na investigação.

O "Le Monde" noticia, igualmente, que Kheira Hamraoui terá telefonado a Éric Abidal no dia seguinte ao ataque. Há dias, soube-se que um dos agressores teria contactado com outras três jogadoras da equipa e que, durante o ataque, ambos os indivíduos terão gritado: "É assim que dormes com homens casados?".