Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Vitória exige "rápida, enérgica e eficiente" intervenção no alegado caso de corrupção que envolverá João Aurélio

O Vitória reagiu às alegações de corrupção que envolvem o Sporting e João Aurélio, jogador do clube vimaranense, escrevendo que repudia, "de forma veemente, a prática de qualquer acto que prejudique a verdade desportiva e extrairá as devidas consequências junto de todo e qualquer agente desportivo"

Expresso

João Aurélio, jogador do Vitória de Guimarães

Gualter Fatia

Partilhar

O "Correio da Manhã" avançou, esta quarta-feira, que um alegado pagamento que terá sido feito a João Aurélio, jogador do Vitória de Guimarães, por pessoas ligadas ao Sporting, em agosto, por altura do jogo que terminou em derrota (0-5) frente aos leões. Esta tarde, o clube vimaranense reagiu à notícia através de um comunicado assinado pelo presidente, Júlio Mendes, que é transcrito em baixo.

O comunicado emitido, esta quarta-feira, pelo Vitória:

"Face às notícias veiculadas, o Vitória Sport Clube vem manifestar a sua total surpresa e estupefação perante os factos hoje trazidos a público pela comunicação social nacional e esclarece:

1- O Vitória Sport Clube repudia, de forma veemente, a prática de qualquer acto que prejudique a verdade desportiva e extrairá as devidas consequências junto de todo e qualquer agente desportivo que se venha a demonstrar ter praticado tais actos ou que ponham em causa o bom nome e a credibilidade de uma instituição quase centenária e que se orgulha de ser uma referência desportiva nacional;

2- O Vitória Sport Clube, enquanto principal interessado no apuramento da verdade, exige uma rápida, enérgica e eficiente intervenção dos órgãos judiciais competentes, mostrando-se totalmente ao dispor para o que venha a ser entendido como necessário.

O Presidente do Vitoria Sport Clube,

Júlio Mendes"