Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Um 11 de jogadores da Liga 2018/19 a seguir com atenção (mais três suplentes igualmente interessantes)

A Liga 2018/19 vai começar esta sexta-feira e estes são os jogadores a quem se deve prestar mais atenção

Tiago Teixeira (analista de futebol)

Partilhar

Cláudio Ramos (26 anos)

É um dos melhores guarda-redes do campeonato português, e sem querer faltar ao respeito ao Tondela, a qualidade que Cláudio Ramos tem demonstrado nas últimas épocas já lhe devia ter valido uma transferência para um clube maior. Esta época não será diferente, e tudo o que podemos esperar do guarda-redes português são exibições de qualidade, sempre com grande agilidade e reação entre os postes e muita velocidade e inteligência a sair da baliza.

Militão (20 anos)

O mais recente reforço do FC Porto, contratado ao São Paulo, tem qualidade para ser um dos destaques do campeonato. Pode atuar como lateral direito ou central, e destaca-se sobretudo pelo que pode oferecer no momento defensivo, uma vez que é um defesa com uma grande capacidade física (será fundamental no controlo da profundidade) e muito competente no desarme e na antecipação.

Osório (24 anos)

Emprestado pelo FC Porto ao Vitória, o defesa central venezuelano destaca-se pela qualidade que oferece na fase de construção, seja através do passe vertical seja em condução de bola. Num modelo de jogo que privilegia a construção apoiada desde zonas mais recuadas, Osório tem condições para se tornar um dos destaques da época do Vitória.

Gedson (19 anos)

O jovem médio do Benfica começa agora a dar os primeiros passos na equipa principal e por aquilo que demonstrou durante a pré-época será uma das principais revelações do campeonato, caso tenha oportunidade de somar minutos. A qualidade de condução de bola e a capacidade física são as suas principais características, o que, a juntar ao critério na decisão e ao facto de ter apenas 19 anos, é sinónimo de grande potencial.

Pêpê (21 anos)

O médio defensivo português emprestado pelo Benfica ao Vitória de Luís Castro tem tudo para ser uma das principais revelações do campeonato. A sua qualidade técnica, principalmente no passe, e o seu critério em posse, inseridos num modelo de jogo que privilegia uma construção de jogo apoiada desde zonas mais recuadas, fazem de Pêpê um dos jogadores mais interessantes para acompanhar durante a época.

Stephen Eustáquio (21 anos)

Mais um médio defensivo cheio de qualidade. Não foram precisos muitos jogos na época passada (realizou 13 ao serviço do Chaves) para se perceber toda a qualidade de Eustáquio, principalmente no momento ofensivo. A qualidade técnica no passe e a inteligência na tomada de decisão são as principais características do médio português, e este ano é de esperar que confirme toda a sua qualidade e se destaque como um dos melhores jovens do campeonato português.

Sérgio Penã (22 anos)

O médio peruano, que esteve pré-convocado para o Mundial da Rússia, chega ao Tondela por empréstimo do Granada, onde realizou 19 jogos a época passada. A sua qualidade técnica, quer em condução quer no passe, bem como a sua agressividade nos duelos defensivos, farão dele um dos destaques no Tondela de Pepa durante a época.

Giorgi Arabidze (20 anos)

O médio ofensivo georgiano, que também joga como extremo direito, chega a Portugal vindo do Shakhtar Donetsk, para fazer parte do plantel do recém-promovido Nacional da Madeira. A sua qualidade técnica na condução de bola e a capacidade de remate serão uma das principais armas do Nacional em termos ofensivos e fazem de Arabidze um dos jogadores a seguir durante a época.

Matheus Pereira (22 anos)

Depois de uma grande época ao serviço do Chaves, onde marcou oito golos e fez cinco assistências em todas as competições, o jovem extremo procurará agora ganhar em definitivo o seu lugar no Sporting. A qualidade técnica com que executa todas as suas ações, a criatividade e o critério são as suas principais qualidades e caberá a Peseiro tirar o máximo rendimento das mesmas, para que Matheus seja uma das principais figuras do campeonato.

Tabata (21 anos)

O extremo esquerdino do Portimonense demonstrou na época anterior que é um dos bons valores do campeonato português. Dotado de muita qualidade técnica, principalmente ao nível do remate e passe, e de uma grande capacidade de explosão, Tabata será certamente uma dor de cabeça para os defesas adversários que tiverem que o enfrentar.

Xadas (20 anos)

O extremo português do Braga, que o ano passado participou em 34 jogos em todas as competições, procurará esta época confirmar todo o potencial que lhe é reconhecido. A qualidade técnica com que executa (passe, remate, drible) e a criatividade que demonstra fazem dele um dos jovens mais promissores do campeonato português e espera-se que esta seja a sua época de afirmação.

Yusupha (24 anos)

O avançado gabonês que chegou ao Boavista em janeiro deixou boas indicações nos 17 jogos disputados a época passada, nos quais marcou quatro golos. A sua qualidade técnica, velocidade e mobilidade foram uma excelente surpresa nos jogos do Boavista durante a 2ª volta do campeonato e espera-se que esta época Yusupha volte a ser uma das principais armas em termos ofensivos do Boavista de Jorge Simão.

Paulinho (25 anos)

MIGUEL A. LOPES / Lusa

O avançado português do Braga marcou 17 golos em 43 jogos a época passada, e procurará esta época aumentar esses números. Inserido num coletivo bem trabalhado ofensivamente, Paulinho consegue demonstrar toda a sua qualidade técnica e capacidade finalizadora e por isso espera-se que volte a ser um dos destaques do campeonato.

Joel Tagueu (24 anos)

O avançado do Marítimo, emprestado pelo Cruzeiro, foi uma das boas surpresas da época anterior, e apesar só ter chegado em Janeiro, ainda foi a tempo de marcar 9 golos em apenas 15 jogos disputados. A sua mobilidade, velocidade e capacidade finalizadora serão a principal arma do Marítimo em termos ofensivos, como já ficou demonstrado no jogo da Taça da Liga contra o Mafra, que o Marítimo venceu por 3-0 com 2 golos de Joel.

Clique AQUI para saber mais sobre a Liga 2018/19