Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Benfica, Braga e Paços de Ferreira punidos com jogo à porta fechada

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol castigou esta terça-feira os três clubes, por comportamentos recorrentes do público

Isabel Paulo

Partilhar

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol castigou esta terça-feira o Benfica, o Sporting de Braga e o Paços de Ferreira com um jogo à porta fechada. Em causa está o comportamento do público em jogos da época passada.

A decisão é suspensa de forma automática em caso de recurso por parte dos clubes.

No caso do Paços de Ferreira, de acordo com o que a Tribuna Expresso apurou, o castigo é relativo ao jogo da época passada contra o Belenenses, que terminou com um empate a zero, a 12 de outubro. Segundo a notificação, a punição deve-se ao arremesso de tampas de plástico, que protegem as cadeiras do estádio, contra um dos árbitros auxiliares, que foi atingido nas costas.

Notificada do jogo à porta fechada, esta-terça feira, a direção do clube ainda vai analisar se recorre do castigo para o pleno do Conselho de Disciplina, que terá efeitos suspensivos. O clube tem agora cinco dias para recorrer, persistindo a dúvida se o castigo pode ser cumprido já no próximo sábado, dia em que a equipa de Vítor Oliveira recebe o Desportivo das Aves na primeira jornada da fase de grupos da Taça da Liga.

No mesmo dia, o Benfica defronta o Rio Ave, na Luz, enquanto o Sporting de Braga joga também em casa, com o Tondela, para a mesma competição.

Em comunicado publicado esta tarde, o Sporting de Braga também confirma ter sido notificado pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol. "A decisão, recebida com surpresa, é suscetível de recurso com efeitos suspensivos para o pleno do mesmo órgão, ao qual esta sociedade vai apelar por entender que a pena aplicada é desconforme com os factos imputados à SC Braga, SAD, punida por ocorrências que no entendimento da Formação Colegial Restrita do Conselho de Disciplina atrasaram o reatar do encontro SC Braga x Sporting CP da época passada, estando em causa um hiato de 18 segundos", explicam os bracarenses.

"A SC Braga, SAD irá obviamente até às últimas instâncias na defesa da sua posição, entendendo que a punição em causa fere o futebol no seu âmago, que são os adeptos e o direito de estes acederem aos espectáculos desportivos", acrescentam.

Recorde-se que o Sporting de Braga, em janeiro, viu ser-lhe anulado o castigo de um jogo também sem adeptos, após recurso para o Pleno do Conselho de Disciplina, órgão que em primeira instância puniu os arsenalistas por alegado comportamento racista dos adeptos no jogo da Liga NOS contra o Aves, referente à terceira jornada da época transata.