Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Luís Castro: "É duro sair da Taça pela forma como saímos. Fomos uma equipa muito afirmativa, muito digna, com carácter"

Treinador do V. Guimarães lamenta a falta de eficácia da sua equipa "no momento de servir e no momento de finalizar" e garante que os seus jogadores estarão prontos para novo encontro com o Benfica, na sexta-feira, agora para o campeonato

Tribuna Expresso

OCTÁVIO PASSOS/LUSA

Partilhar

Tristeza pela eliminação

"É duro sair da Taça pela forma como saímos. Ao longo de todo o jogo fomos uma equipa muito afirmativa, muito digna, com carácter. Os meus jogadores entregaram-se por completo ao compromisso que tinham que era passar a eliminatória. Não conseguimos, mas não foi por falta de trabalho ou por falta de qualidade de jogo"

A estratégia

"Ao longo do jogo mostrámos o que queríamos do jogo: jogámos por fora, por dentro, jogámos em 4x3x3, passámos para 4x4x2, jogámos com duplo pivot com o João Teixeira lá encaixado a saltar na frente, jogámos com muitas unidades ofensivas mas infelizmente não deu para virar o jogo"

Eliminação por detalhes?

"Se chamarmos detalhes ao facto de nós termos rematado à baliza na 2.ª parte e o Benfica não, podemos ir por aí, mas eu chamo-lhe mais do que detalhe. Foi uma questão de eficácia ao longo de todo o jogo. As aproximações à baliza do Benfica foram muitas, as entradas na área foram muitas, as variações de corredor, as entradas de cruzamento, maus serviços aqui e ali… podemos chamar a isso detalhe, mas eu chamo falta de eficácia no momento de servir e no momento de finalizar"

Novo jogo com o Benfica já na 6.ª feira

"Agora é importante recuperar os jogadores e eu acredito que isso vai ser conseguido e que a equipa vai estar de novo a bom nível, porque é uma equipa que se entrega por completo ao trabalho. Às vezes pensam que é trabalho por si só, mas não, entrega-se ao trabalho com qualidade de jogo e a forma como eles estão em campo deixa-me muito satisfeito"