Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

“Obrigado, mister Mota!” E... adeus. José Mota já não é treinador do Aves

O Aves anunciou a rescisão de contrato de José Mota, depois da derrota de terça-feira frente ao Sporting de Braga (1-2), para a Taça de Portugal

Tribuna Expresso

ANT\303\223NIO COTRIM

Partilhar

José Mota já não é treinador do Desportivo das Aves. O clube e o técnico de 54 anos "chegaram a acordo para a rescisão amigável do contrato", anunciou esta tarde o Aves, no seu site oficial.

Terça-feira, o Aves, atual detentor da Taça de Portugal, foi eliminado da prova, em casa, pelo Sporting de Braga (1-2). Na Liga, o clube está em penúltimo lugar, com 12 pontos, os mesmos do Chaves, que é último, e menos um do que o Feirense, que é antepenúltimo.

José Mota ingressou no Aves a 18 de fevereiro de 2017, para substituir Ivo Vieira, alcançando no final dessa época de 2016/17 a subida ao escalão principal, atrás do campeão Portimonense.

Voltaria ao clube em janeiro de 2018, depois das passagens menos conseguidas de Ricardo Soares e de Lito Vidigal pelo comando técnico da equipa, para tentar salvar o clube da descida à II Liga, o que viria a conseguir no final de uma época histórica, que terminou com a inesperada conquista da Taça de Portugal, após a vitória por 2-1 frente ao Sporting.

O experiente técnico, de 54 anos, iniciou a atual temporada no Aves, mas os resultados estão longe de corresponder às ambições do clube: no final da primeira volta do campeonato, o Aves ocupa o último lugar da I Liga, com 12 pontos, a quatro do Boavista, a primeira equipa acima da zona de despromoção.

O clube também já foi eliminado das taças da Liga e de Portugal e, nos últimos tempos, perdeu três elementos importantes do plantel, dois deles habituais titulares: El Adoua e Nildo Petrolina, a que se juntou na terça-feira Hamdou, sem que essas ausências até ao momento tenham sido compensadas. Aliás, de momento, o clube está impedido de inscrever novos jogadores.

No domingo, o Aves recebe o Vitória de Setúbal, no arranque da segunda volta.

Com a saída de José Mota, o Desportivo das Aves foi o sexto clube a mudar de treinador na I Liga 2018/19, repetindo o que já sucedera com o Sporting, Marítimo, Desportivo de Chaves, Rio Ave e Benfica.

O comunicado do Aves

"O Clube Desportivo das Aves – Futebol SAD vem pelo presente comunicar que José Mota deixou o cargo de treinador principal da equipa profissional de futebol.

O técnico e o CD Aves – Futebol SAD chegaram a acordo para a rescisão amigável do contrato.

José Mota é e sempre será uma figura incontornável da história do CD Aves. Com o ‘mister’ foram alcançados dois feitos histórico – a manutenção inédita na Primeira Liga e a incrível conquista da Taça de Portugal -, além da subida de divisão.

O CD Aves deseja ao técnico as maiores felicidades pessoais e profissionais com a certeza de que ganhamos um novo adepto.

Obrigado, ‘Mister’ Mota!"