Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

"Os responsáveis do futebol português devem tirar conclusões do que se passou. Os momentos de crise são grandes oportunidades para melhorar"

No rescaldo da final four da Taça da Liga e antes do Sporting de Braga-Santa Clara, para a 19ª jornada da Liga, Abel Ferreira deixa um recado a quem manda no futebol português

Tribuna Expresso e Lusa

Octavio Passos

Partilhar

O treinador do Sporting de Braga, Abel Ferreira, mostrou hoje confiança numa boa resposta diante do Santa Clara, na terça-feira, na 19.ª jornada da I Liga de futebol, após falhar o objetivo Taça da Liga.

Eliminado, em casa, pelo Sporting da corrida à final da Taça da Liga, na quarta-feira, o técnico dos minhotos disse esperar uma boa reação.

"Esta equipa tem sido consistente quando precisa de reagir a qualquer adversidade. Queremos entrar personalizados e focados no que cada um tem de fazer, quando tivermos bola temos que ser acutilantes e fluidos na circulação de bola, quando não tivermos, temos de ser pressionantes e organizados", explicou.

Sobre as críticas que deixou no final dessa partida com os ‘leões', disse: "Tudo o que planeámos e controlámos foi feito, o resto não quero repisar, eu falo sem clubismos e falo a verdade".

"Os responsáveis do futebol português devem tirar as conclusões do que se passou [na ‘final four'], porque os momentos de crise são grandes oportunidades para melhorar", referiu.

O Santa Clara não ganha há mais de um mês (22 de dezembro, 2-0 ao Vitória de Setúbal), tendo registado nos últimos seis jogos mais quatro derrotas e um empate, mas tem o dobro dos triunfos fora, facto para o qual o técnico ‘arsenalista' avisou.

"Espera-nos um jogo extremamente difícil, fora de casa o Santa Clara tem feito muito bons resultados, é uma equipa muito bem orientada e organizada, que gosta de ter bola e tem uma construção muito bem definida, com jogadores rápidos nas alas e forte nas bolas paradas", afirmou.

Para contrariar os açorianos, Abel Ferreira quer que os seus jogadores entrem "fortes e determinados, a impor o seu jogo e a ir à procura de fazer golos".

O mercado de janeiro fecha na quinta-feira e o técnico disse não poder garantir que não sai ninguém, porque, "no futebol, de um momento para o outro, tudo pode acontecer".

"Gostaria muito que esta janela de mercado fosse muito mais curta, porque é um período que pode desestabilizar um bocado os jogadores menos focados", disse.

Sporting de Braga, terceiro classificado, com 40 pontos, e Santa Clara, nono, com 21, defrontam-se terça-feira, às 21:15, no Estádio Municipal de Braga.