Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Silas preocupado com o FC Porto, "a melhor equipa em Portugal", mas especialmente com o mercado: "Avizinham-se tempos difíceis para nós"

Na antevisão do FC Porto-Belenenses SAD (quarta-feira, 21h15, SportTV1), Silas deixou escapar alguma preocupação com o mercado de inverno, não só por não ter reforços para a equipa, mas essencialmente porque não quer perder jogadores: "Se não perdermos ninguém, com o plantel que temos, acho que podemos lutar pela Liga Europa. Se perdermos jogadores, vai ser mais complicado"

Tribuna Expresso

Sérgio Conceição e Silas

NurPhoto

Partilhar

O FC Porto

"Vamos defrontar a melhor equipa em Portugal. Mesmo não tendo vencido a Taça da Liga, considero que é a melhor equipa neste momento, por isso é que vai em primeiro. Sabemos que vai ser difícil, já jogámos no Dragão para a Taça e acho que foi o jogo em que o Porto foi mais superior a nós, nos três jogos que já fizemos esta época. Já os conhecemos bem e eles também nos conhecem bem. Acredito sinceramente que podemos vencer, como acreditava nos outros três jogos, mas nos outros perdemos. Eles são muito fortes em casa e a prova disso é que só perderam um jogo esta época, com o Benfica, no estádio da Luz. Vamos seguramente jogar para ganhar, tentar atacar, mas sabendo que eles são muito fortes. Vamos tentar pressionar, não vamos ficar atrás. Queremos pressioná-los na frente e aumentar o ritmo do jogo, é assim que gostamos de jogar".

O FC Porto estará mais frágil por ter perdido a Taça da Liga?

"Não acho. É uma equipa muito madura, tem muita experiência, o próprio Sérgio também. Normalmente não perdem duas vezes seguidas e nem perderam, perderam apenas nos penáltis. Mas o Porto, na minha opinião, foi superior ao Sporting, portanto não há razão para se sentirem feridos de orgulho. Os penáltis são sempre uma lotaria, quer dizer, não é uma lotaria, porque há muito trabalho, mas é diferente de perder nos 90 minutos. Mas tiveram tempo de recuperar anímica e fisicamente. Vamos defrontar o Porto na sua máxima força, na sua casa. Sabendo também que o 2º classificado joga hoje e eles já saberão o resultado. Já ouvi o Sérgio dizer que trabalha sempre da mesma maneira, depois de uma derrota ou de uma vitória, e sabemos que isso é verdade. Eles vão entrar para ganhar e nós também."

Será o quarto jogo entre Belenenses SAD e FC Porto esta época

"Já os conhecemos, sabemos como nos enganaram algumas vezes. O nosso problema é o nosso momento, os jogadores com quem podemos contar. Depois vocês verão, com o tempo, o que quero dizer. Vi os varios jogos do Porto nestes dias e revi os três jogos que fizemos contra eles e eles seguramente também."

Há jogadores do Belenenses SAD que vão sair da equipa?

"Vocês depois vão ver, não vou estar a dizer mais. Não é o nosso melhor momento em termos de disponibilidade de jogadores. Os que vão jogar são todos bons e gosto muito de todos, mas depois podemos é não ter muitas opções. Mas os que vão jogar são capazes de dar conta do recado."

Belenenses SAD a lutar pelo 5º

"O segredo é o trabalho e o grupo é muito coeso, com qualidade. É verdade que não temos muitas soluções a nivel de número. Temos a nível de qualidade, mas não a nível de número. O mercado também nos vai dizer um pouco onde é que nós podemos chegar. Sinceramente acho que se avizinham tempos difíceis para nós."

Vai haver reforços antes do mercado fechar, quinta-feira?

"Onde é que etão os reforços?" [sorri] Não sei. Estamos a trabalhar nisso mas não temos o poderio financeiro de outras equipas. Se não perdermos ninguém, com o plantel que temos, acho que podemos lutar pela Liga Europa, com o Vitória de Guimarães e com o Moreirense e com o Portimonense. Se perdermos jogadores, vai ser mais complicado."

Pode haver mudança de estádio devido à relva do Jamor

"Não sei, isso é um assunto que está entregue à administração. Nós só nos preocupamos em jogar e em adaptar o nosso jogo consoante a relva, se é mais lenta, mais pesada... A nossa responsabilidade é preparar a equipa para jogar onde tiver de jogar. Depois logo se vê se é prejudicial ou não. O último jogo aqui em casa não foi só prejudicial ao jogo, o mais importante é a integridade física dos jogadores. E depois, naturalmente, o espetáculo, que deve ser importante para todos os agentes do futebol. Jogaremos aqui ou noutro lado, se tiver de ser."