Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Ministars e ondas de choque: Benfica-Sporting, parte II

Pode haver sempre um dérbi ou um clássico a cada três dias, por favor? Esta quarta-feira há um Benfica-Sporting (20h45, Estádio da Luz) e é o desfecho de uma semana que teve FC Porto-Benfica, Sporting-Braga, FC Porto-Sporting, Sporting-Benfica e agora este. Tão bonito - mas Luís Cristóvão receia que a beleza deste dérbi para a Taça saia um pouco machucada

LUÍS CRISTÓVÃO

JOSE GOULAO

Partilhar

A tarde do domingo em Alvalade deu ares de gala dos pequenos cantores mas acabou como uma grande noite do fado. Duas equipas com intenções de vencer encontraram-se repartidas pela liderança de uma jovem estrela que promete marcar o futuro próximo do futebol português, João Félix, e pela pequenez de uma ideia que não se multiplica pela simples passagem pela escola do Ajax. Houve toque de dramatismo na forma como o resultado chegou aos 2-4 e podia ter ido mais além.

O Sporting volta assim a estar enredado em ondas de choque, numa semana em que o dérbi não deixa de ser notícia. A parte II está prestes a começar mas num contexto bastante diferente, a primeira mão da meia-final da Taça de Portugal. Olhe-se então como se cozinha uma equipa em tempos mínimos, baseado em pontos que sejam boa base para não se perder o controlo ao fim de pouco tempo. Um Benfica que agora só depende de si para ser campeão recebe um Sporting a assumir que precisa de frescura mas já sem o que atingir no campeonato. E não ficará por aqui.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. Pode usar a app do Expresso - iOS e Android - para descarregar as edições para leitura offline)