Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Ivo Vieira: "Os milagres não estão no meu cardápio de jogo: eu gosto de atacar e de ter bola"

Treinador do Moreirense conformado com a derrota perante o Benfica, "que ganhou meritoriamente". Ivo Vieira sublinhou que a sua equipa queria ter bola, mas errou muito

Tribuna Expresso

OCTAVIO PASSOS/LUSA

Partilhar

Derrota justa

“Perdemos 4-0, é pesado, mas do outro lado estava uma equipa muito bem organizada, que ganhou meritoriamente. O Bruno está a fazer um trabalho fantástico. Nós não deixamos de valer aquilo que valíamos. Apenas hoje erramos na tomada de decisão e com bola não fomos a equipa que costumamos ser. Sabíamos que íamos ter dificuldades no jogo e depois de sofrermos os dois primeiros golos quebrámos um pouco. Não foi um bom jogo, mas uma palavra para os meus jogadores, o que eles têm feito não tem passado despercebido. E também para os nossos adeptos, que no meio da multidão vermelha tiveram um comportamento excecional, sempre a puxar pela equipa. Não conseguimos dar-lhes a vitória, por muitos erros que cometemos e a responsabilidade está obviamente em mim”

Sistema sem ponta de lança

“A ideia era não nos darmos à marcação dos centrais, criar superioridade no meio-campo e ter mais bola, porque para jogar com equipas desta dimensão é preciso ter bola senão ficamos encostados às cordas. Os milagres não estão no meu cardápio de jogo, eu gosto de atacar e de ter bola. Tomamos más decisões e demos a bola muitas vezes ao Benfica. Perante aquilo que os jogadores têm feito, ficamos sempre com a esperança de poder fazer mais, mas por vezes temos de aceitar o resultado quando os outros são melhores”