Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Augusto Inácio: “Espero um FC Porto ferido”

O treinador do Aves garante que a equipa vai criar problemas ao FC Porto (sábado, 20h30, SportTV)

tribuna expresso e lusa

Amr Dalsh

Partilhar

O treinador Augusto Inácio prometeu hoje um Desportivo das Aves a "trabalhar nos limites" no Dragão, acreditando num resultado positivo frente ao favorito FC Porto, em jogo da 32.ª jornada da I Liga de futebol.

O técnico do Aves começou a conferência de antevisão do jogo de sábado por elogiar Sérgio Conceição, dizendo ser um admirador do seu trabalho no FC Porto, uma equipa que está hoje mais longe de revalidar o título e, por isso, "ferida" no seu orgulho.

"Espero um FC Porto ferido, que teve cinco minutos menos bons em Vila do Conde, acabando por empatar o jogo, um FC Porto que quer naturalmente dedicar a vitória ao Iker, que ainda não desistiu do campeonato. É um FC Porto que tem sido a imagem do seu treinador, que luta até à exaustão, que tenta que o adversário não pense o jogo e com os adeptos a empurrarem a equipa", disse Inácio.

Apesar das "limitações momentâneas" para este jogo, pois Mama Baldé e Falcão estão castigados e Vítor Gomes não recuperou, continuando de fora, o técnico avense garantiu que vai entrar com a melhor equipa possível, com o objetivo de conquistar pontos no Dragão. "Vou meter os melhores jogadores disponíveis no momento. Temos a nossa identidade, uma forma de jogar e não vamos mudar seja contra quem for, sabendo que o FC Porto é favorito. Vamos trabalhar nos limites e pensar que o jogo pode trazer coisas boas, tentando selar a nossa permanência", sublinhou.

Nas contas de Inácio, os 36 pontos atuais do Aves deixam-no mais tranquilo relativamente à permanência, embora fique "mais descansado" com 37, o que seria "notável", face à recuperação da equipa na segunda volta, insistindo na ideia de que "as surpresas acontecem".

"O FC Porto não será superior em vontade e determinação. Antes de o jogo começar, ninguém sabe o que vai dar e, às vezes, as surpresas acontecem. Quando há demérito do mais forte e mérito do mais fraco a surpresa pode acontecer", afirmou.

Inácio prometeu também "seriedade, rigor e disciplina" da sua equipa no Dragão, sem valorizar a influência que poderá resultar do facto de o jogo com o FC Porto acontecer a seguir ao do Benfica, na Luz, diante do Portimonense.

"Neste momento isso é irrelevante. Mas discordo [de horários diferentes], pois acho que, nas últimas três jornadas, não deviam existir essas diferenças. A chave do jogo não está aí. Está muito difícil para o FC Porto ser campeão, mas vejo que a equipa ainda acredita que o Benfica pode escorregar numa das últimas três jornadas", acrescentou.

Inácio lembrou alguns factos marcantes da semana, manifestando, em primeiro lugar, a solidariedade do Aves a Iker Casillas, guarda-redes do FC Porto que esta semana sofreu um enfarte agudo de miocárdio, e elogiando depois as conquistas do Sporting (campeão europeu de futsal), FC Porto (campeão europeu de sub-19) e dos sub-23 do Aves, que "brilhantemente" conquistaram o título nacional.

O Desportivo das Aves, no 10.º lugar da I Liga, com 36 pontos, bem encaminhado para garantir a permanência, visita o FC Porto, segundo classificado, com 76, a partir das 20:30 de sábado, num jogo que terá arbitragem de Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa.