Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

"Entrou e partiu mobiliário da SAD" : o caso de Jorge Ribeiro contra o Farense

Pouco satisfeito com o processo de renovação do seu contrato, o lateral de 37 anos dirigiu-se à SAD do clube algarvio e dirigiu o seu descontentamento a quem se encontrava no local e não especificamente a André Geraldes, a quem terá tentado alegadamente agredir. Jogador está suspenso e foi apresentada queixa às autoridades

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

O Farense suspendeu de forma imediata Jorge Ribeiro depois do lateral ter alegadamente tentado agredir André Geraldes, CEO da SAD do clube algarvio, durante esta quinta-feira.

O falhanço das negociações para a renovação de contrato do jogador estarão na origem do incidente, que fonte do Farense nega à Tribuna Expresso ter tido como único alvo o antigo team manager do Sporting e que a fúria do jogador terá sido dirigida a todos os que se encontravam no local: “Entrou e partiu algum mobiliário da SAD. Não foi especificamente a André Geraldes, mas à SAD”.

A mesma fonte garante que, além da suspensão, seguiu também queixa para o Ministério Público contra o jogador, que não estaria satisfeito com o processo de renovação do seu contrato, já que o presidente da SAD do clube só estaria disponível para negociar com o jogador a partir da próxima semana.

“O clube e o seu presidente não vão tolerar quaisquer atos de indisciplina vindos de qualquer atleta do Futebol Profissional da SAD que visem ir contra os interesses do clube e de uma instituição centenária”, pode ler-se num comunicado assinado pelo presidente do Conselho de Administração da SAD do Farense, João Rodrigues.

Contactado pela Tribuna Expresso, Jorge Ribeiro não quis comentar o caso, mas garantiu que “os procedimentos estão a ser tomados” e que vai lançar um comunicado a explicar o seu lado da história.

O lateral de 37 anos está assim fora da última jornada da II Liga, em que o Farense tem ainda de assegurar a permanência, bastando um ponto no encontro frente ao Académico de Viseu para não descer.