Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Há reforços mas falta equipa. E tempo

Na estreia de Leonel Pontes no banco, o Sporting entrou no Bessa com Bolasie, Rosier e Plata a titulares, mas viu-se a perder logo nos primeiros minutos. Na 2ª parte, Bruno Fernandes empatou - e foi expulso - e o jogo acabou com insultos para Frederico Varandas

Tribuna Expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

A história do Boavista-Sporting conta-se por alguns dos titulares sportinguistas:

- Luís Neto, 13 minutos na Liga;
- Valentin Rosier, 0 minutos na Liga;
- Yannick Bolasie, 0 minutos na Liga;
- Gonzalo Plata, 1 minuto na Liga.

Isto para não falar de quem falta: Coates, suspenso, e Vietto e Luiz Phellype, lesionados.

A 15 de setembro, a verdade é que o Sporting, mesmo tendo reforçado o plantel no mercado, ainda não tem equipa. Nem tem, aliás, um treinador "efetivo", por assim dizer, já que nem Leonel Pontes nem Frederico Varandas se quiseram comprometer com a permanência do primeiro na liderança da equipa.

Se este cenário já é complicado por si só, pior ainda ficou quando, logo aos sete minutos, na cobrança de um livre direto, Marlon marcou um golaço para o Boavista.

A estreia de Leonel Pontes no banco, depois da saída de Marcel Keizer, era pouco auspiciosa e a verdade é que, na 1ª parte, não iria melhorar. Com Bolasie na frente e Acuna e Plata como extremos, o Sporting raramente conseguiu chegar perto da área do Boavista e nem se pode dizer que tenha conseguido criar uma oportunidade de golo digna desse nome.

O único remate perigoso surgiu por intermédio de Bolasie, claramente o mais inconformado da equipa e claramente, para já, o melhor dos mais recentes reforços da equipa.

Já o outro reforço do último dia do mercado, Jesé, só entrou ao intervalo, por troca com Borja - Acuna passou para lateral -, mas raramente conseguiu influenciar o jogo. Pelo contrário, Bolasie continuava a tentar criar problemas ao Boavista, por toda a frente de ataque.

Ainda assim, o golo do empate surgiria através dos pés do "reforço" do costume: Bruno Fernandes, claro. O médio, na cobrança de um livre direto, aos 62', viu a bola embater num defesa do Boavista e entrar na baliza.

O Sporting, claramente transfigurado depois de uma 1ª parte pouco produtiva, começava a criar mais perigo no ataque e Bolasie enviou mesmo uma bola à trave. Já Bruno Fernandes, num movimente semelhante, viu Bracali negar-lhe o segundo golo.

A equipa de Leonel Pontes, já com Camacho em campo, por troca com Plata, foi perdendo gás e, a fechar o jogo, Bruno Fernandes foi expulso, por acumulação de amarelos: o primeiro surgiu por protestar com Jorge Sousa, alguns minutos antes, e o segundo por uma falta à saída da área adversária.

O Sporting soma assim o oitavo ponto em cinco jogos: já vai com menos quatros pontos do que os rivais diretos, Benfica e FC Porto, e menos cinco do que o líder, Famalicão, que na próxima jornada vai, precisamente, a Alvalade. Mas, antes, há Liga Europa, frente ao PSV. Ou seja, mais uma semana complicada para o Sporting, particularmente depois do cântico audível a partir da bancada, após o apito final: "Ó Varandas, vai para o c..."