Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

João Henriques: "Um empate seria lisonjeiro para o Benfica, tendo em conta as grandes oportunidades de golo que houve"

O treinador do Santa Clara exaltou a forma como a equipa não deixou que o Benfica entrasse "por dentro ou por fora", criou tantas oportunidades como o adversário e "merecia levar mais" do jogo que perdeu (1-2)

Tribuna Expresso

EDUARDO COSTA/Lusa

Partilhar

O que faltou para o Santa Clara levar pontos do jogo?

"É uma pergunta um bocado difícil de responder, porque trabalhamos muito para defrontar equipas mais fortes que nós e, depois, há fatores que não conseguimos controlar. Esses fatores desequilibram sempre. Nós trabalhamos tanto para dar mais competitividade ao futebol português e, depois, equipas como o Benfica sejam mais competitivas na Liga Europa e na Liga dos Campeões.

Mas é difícil. Na primeira parte, a ganhar justamente, ainda aquém, porque falhámos uma oportunidade para fazer o 2-0. Na segunda, mesmo com o Benfica com mais um ponta de lança e mais vertical, as oportunidades só surgiram após um lance, que deixo para vocês analisarem [o Santa Clara queixou-se de uma falta de Chiquinho], e aí sim, depois do empate, o Benfica empolgou-se e chegou-se mais à frente.

Não me vou esquecer das melhores e mais oportunidades que o Santa Clara teve para fazer o segundo golo, é um resultado tremendamente injusto para este grupo de trabalho. O Benfica é uma equipa muito forte, temos respeito, mas o Santa Clara está neste campeonato para conquistar pontos contra qualquer equipa, desde que nos deixem fazer o trabalho como sabemos fazer."

O árbitro esteve mal no jogo?

"De todo, nem estou a falar do árbitro. Até porque existem meios para auxiliar os árbitros, que não veem coisas, admito, também não vejo e sou o primeiro a dizer que é muito difícil ser árbitro. Não estou, de todo, a questionar o árbitro. Mas que se pense que, quando se auxilia com o VAR e há um análise que não consegue ver o que eu vi, podem dizer o que quiserem. É a minha opinião.

Houve uma falta sobre o Nené e, quando isso acontece, tem de ser marcada e o golo tem de ser anulado. Entrámos bem na segunda parte, estivemos perto do 2-0 até esse lance - em que fomos nós que errámos, porque o permitimos. Levo um sentimento de amargo de boca, porque o Santa Clara merecia muito mais do que levou, que é nada."

Qual seria o resultado justo?

"Um empate seria lisonjeiro para o Benfica, tendo em conta as grandes oportunidades de golo que houve. Temos o mesmo número de remates à baliza, o Benfica tem posse de bola superior, mas no seu meio campo, não conseguiu entrar por dentro ou por fora, foram colocando a bola na área para tentarem segundas bolas e foram mais verticais nessa fase.

Só me recordo de uma boa defesa do Marco, numa falha nossa num pontapé de canto. Recordo-me, depois, dos dois lances que deram golo e não houve mais oportunidades para o Benfica, que é muito forte, está em primeiro lugar com todo o mérito, mas, hoje, merecíamos mais. Ficou muito aquém. Mas quem marca mais ganha, errámos, permitimos que o Benfica chegasse à vantagem no final e acabou."