Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Sérgio Conceição: "O que foi fundamental foi a atitude. Não entrámos bem, houve alguma desconcentração inexplicável"

A análise de Sérgio Conceição à vitória do FC Porto sobre o Moreirense (2-4), na 16ª jornada da Liga, em Moreira de Cónegos

Tribuna Expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

A vitória

"O que foi fundamental foi a atitude. Não entrámos bem, houve alguma desconcentração, inexplicável, pois preparamos os jogos sempre de forma igual. Depois assumimos o jogo, mais agressivos e fizemos dois golos. Depois tivemos outro golo, caricato, sofrido, o que podia, em termos emocionais, mexer com o grupo. Mas isso não aconteceu, porque temos gente de carácter que sabe o que quer e fomos à procura do resultado. Os golos foram surgindo contra um Moreirense bem organizado e a sair de forma interessante. Mas nós estivemos muito mais concentrados, eles não tiveram nenhuma ocasião na segunda parte. Foi um jogo difícil e uma vitória justa."

Regresso às vitórias em Moreira de Cónegos, para a Liga, cinco anos depois

"Não tinha importância quebrar essa barreira, a história é história. O importante era escrever uma nova história e ganhar, contra uma equipa bem organizada."

As substituições

"Pensei no corredor central ter alguém como o Otávio [daí a entrada de Luis Diaz]. Depois a entrada do Fábio [Silva] para jogar atrás do Tiquinho e depois do Manafá, porque o Bilel desequilibra com facilidade e o Corona tinha amarelo."

A estreia da dupla de centrais Mbemba e Diogo Leite

"Nunca é fácil entrar e jogar e ter as rotinas que só o jogo nos dá. Eles treinam muito bem e hoje deram uma resposta interessante, num jogo muito difícil. O Fábio Abreu era um jogador difícil de marcar e o Moreirense tentou explorar a falta de rotinas, mas preparámos isso ao pormenor."

Tudo o que tu consegues fazer, eu consigo fazer melhor

Depois de ver o Benfica começar a perder e dar a volta ao Aves, o FC Porto decidiu imitar o rival - mas fazendo ainda mais e melhor, já que esteve a perder (1-0), deu a volta (1-2), voltou a deixar-se travar (2-2) e depois encerrou o jogo definitivamente na 2ª parte (2-4), fechando um capítulo em Moreira de Cónegos que era negro: os portistas não venciam em casa do Moreirense, para a Liga, desde 2015
  • Tudo o que tu consegues fazer, eu consigo fazer melhor

    Futebol nacional

    Depois de ver o Benfica começar a perder e dar a volta ao Aves, o FC Porto decidiu imitar o rival - mas fazendo ainda mais e melhor, já que esteve a perder (1-0), deu a volta (1-2), voltou a deixar-se travar (2-2) e depois encerrou o jogo definitivamente na 2ª parte (2-4), fechando um capítulo em Moreira de Cónegos que era negro: os portistas não venciam em casa do Moreirense, para a Liga, desde 2015