Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Emanuel Ferro, adjunto de Silas: "A segunda parte foi toda nossa"

O treinador adjunto do Sporting admitiu, após a vitória (2-1) contra o Portimonense, que a primeira parte "não correu" como pretendiam, justificando a mudança de sistema ao intervalo com a forma como o adversário se apresentou

Tribuna Expresso

ANTÓNIO COTRIM/Lusa

Partilhar

A análise ao jogo

"Na primeira parte não conseguimos implementar a nossa dinâmica ofensiva, com dificuldades na posse. Fomos ficando um pouco ansiosos, o Portimonense tirou proveito disso e marcou o golo. Fomos empatados para o intervalo com um excelente golo do Jérémy [Mathieu] e na segunda parte, com alguns ajustes, tivemos o resultado. A segunda parte foi toda nossa e deu origem à vitória."

A mudança de sistema ao intervalo

"Ao mudar, a intenção foi corrigir coisas que, tendo em conta a forma como o Portimonense se apresentou, não fazia sentido continuarmos com três centrais. Tínhamos uma intenção, não resultou na primeira parte, mudámos e o que interessa é o resultado."

O Sporting acabou com 60% de posse de bola

"Quer dizer que mesmo não tendo feito uma primeira parte como queríamos, tivemos o domínio do jogo. Sobretudo na segunda parte, que consolidou o nosso domínio sobre o adversário. Mas queremos mais do que isso, queremos ter a capacidade para, desde o início, sermos mais assertivos, não darmos tanto espaço ao adversário, nem concedermos tantas oportunidades. E concretizar as que temos."

O terceiro lugar no campeonato

"Neste momento, representa a dinâmica de vitórias e derrotas. Claro que é melhor estar em terceiro, será interessante se conseguirmos subir ainda mais, mas o importante ir com a consciência de que o Sporting entra para ganhar em cada jogo."