Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Desportivo das Aves tem dois meses de salário em atraso

A situação foi denunciada, em comunicado, pelo Sindicato dos Jogadores. A Liga já está informada e o plantel principal cessa as suas funções, com a garantia de que nada disto está relacionado com a Covid-19. Um pré-aviso de greve não está posto de parte

Pedro Candeias

Gualter Fatia/Getty

Partilhar

O Sindicato dos Jogadores informou a comunicação social de que grande parte do plantel da equipa principal do Desportivo das Aves se encontra com salários em atraso, especificando, todavia, que “a situação mais gravosa” sucede nos Sub-23, onde os atrasos são superiores aos depois meses.

Como resposta, a equipa A “suspendeu, nesta data, todas as atividade para exigir uma resposta imediata às suas solicitações e a regularização dos pagamentos em falta”. O Sindicato dos Jogadores garante, ainda, que esta decisão não está de forma alguma relacionada com o surto de Coronavírus, mas “com o incumprimento salarial e as reiteradas promessas não concretizadas pela administração”.

O caso já foi apresentado à Liga de clubes, liderada por Pedro Proença, “sendo certo que até ao próximo dia 15 decorre o controlo financeiro para as competições profissionais.” “Face ao exposto, o Sindicato dos Jogadores tem prevista uma reunião de urgência com o plantel, para definição dos próximos passos, não estando descartada nesta fase a possibilidade de se avançar para um pré-aviso de greve”.