Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Dois ciclos de cinco rondas jogadas ao fim de semana e a meio da semana, intervalados por uma semana de descanso: as seis propostas do Braga

O Sporting de Braga enviou seis propostas de calendário para o campeonato que se encontra suspenso. Saiba quais

Lusa

HUGO DELGADO

Partilhar

O Sporting de Braga considera que a I Liga de futebol deve ser terminada e enviou à Liga de clubes seis propostas de calendário que quer ver discutidas na reunião de quinta-feira, revelou esta quarta-feira fonte oficial do clube.

Segundo a mesma fonte, é fundamental criar condições para terminar o campeonato, já que qualquer outra solução não está prevista nos regulamentos e precisaria de um consenso que o clube entende ser impossível de alcançar.

O clube liderado por António Salvador fez chegar à Liga na terça-feira seis propostas de calendário em que, no cenário mais otimista, o campeonato seria retomado no primeiro fim de semana de maio (2 e 3) e terminaria em 7 de junho e, no pior, reiniciaria em 7 de junho e acabava em 12 de julho.

Os bracarenses apresentam como segunda hipótese recomeçar no segundo fim de semana de maio (9 e 10), como terceira no terceiro (16 e 17 de maio), como quarto cenário reiniciar no quarto fim de semana de maio (23 e 24) e como quinto no último fim de semana desse mês (30 e 31). A final da Taça de Portugal seria jogada uma semana após o fim do campeonato.

O Sporting de Braga, terceiro classificado da I Liga, defende que antes do campeonato voltar a ser jogado deve existir um período nunca inferior a duas semanas, uma espécie de pré-época reduzida, para retomar os indicies físicos dos jogadores perdidos após um longo período sem treinar normalmente e em conjunto.

Os 'arsenalistas' consideram que, dado o pouco tempo disponível, as 10 jornadas que faltam para terminar a I Liga devem dividir-se em dois ciclos de cinco rondas jogadas ao fim de semana e a meio da semana, intervalados por uma semana de descanso.

Para os bracarenses, é importante que a Liga acautele todas as hipóteses, nomeadamente, o cenário de a época terminar após 30 de junho, ou seja, após o fim de contrato de alguns jogadores. A Liga vai reunir quinta-feira por videoconferência e, para o Sporting de Braga, é forçoso que se discutam estas suas propostas.