Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Benfica pagou €34,2 milhões em comissões a intermediários no último ano. FC Porto chegou aos €23,7 milhões

Os campeões nacionais foram também os campeões das comissões nos últimos 12 meses, de acordo com dados disponibilizados pela Federação Portuguesa de Futebol. Só no negócio João Félix, o Benfica pagou €12 milhões à Gestifute

Lídia Paralta Gomes

SOPA Images

Partilhar

De 1 de abril de 2019 a 31 de março de 2020, o Benfica pagou 34,2 milhões de euros a intermediários em negócios de transação de jogadores, informação disponibilizada pela Federação Portuguesa de Futebol.

Sem surpresa, os três grandes são os clubes nacionais que mais desembolsaram na hora de pagar comissões. O FC Porto gastou 23,7 milhões de euros com empresários, enquanto o Sporting chegou aos 15,9 milhões.

Depois de Benfica, FC Porto e Sporting, o fosso. O V. Guimarães foi o clube que pagou mais comissões fora dos três grandes, ao desembolsar 3,6 milhões de euros, ligeiramente menos que o Sp. Braga, que nos últimos 12 meses gastou 3,2 milhões de euros com intermediários.

Em sentido contrário, entre os clubes da 1.ª Liga, o Santa Clara gastou apenas 20 mil euros e o Boavista 25 mil.

Dos 34,2 milhões pagos pelo Benfica a intermediários, uma boa fatia prende-se com o negócio que levou João Félix para o Atlético Madrid, com a Gestifute de Jorge Mendes a ficar com 10% do valor da transferência, recebendo portanto 12 milhões de euros.

No total, os clubes portugueses gastaram qualquer coisa como 83,6 milhões de euros com intermediários.