Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

O Braga vai voltar no dia 27. E apresenta um extenso manual de segurança, de higiene e de treino

O SC Braga anunciou que as férias, que arrancaram no dia 6, terminam na próxima sexta-feira, 24 de abril. Os jogadores serão submetidos a rastreios e na segunda-feira regressão aos treins

Pedro Candeias

MIGUEL RIOPA

Partilhar

O Sporting de Braga regressa aos treinos no próximo dia 27 de abril, segunda-feira, anunciou o clube num extenso comunicado no seu site oficial. Nesse texto, os bracarenses enunciam um extenso protocolo "de retoma em total concordância" com a lei que "permite a prática desportiva para os atletas profissionais". Os minhotos asseguram que vão seguir "todas as recomendações das autoridades sanitárias e garante a jogadores, treinadores e ao staff necessário para as atividades da equipa totais condições de higiene e segurança em toda a Cidade Desportiva".

Esta sexta-feira, o Braga irá, então, "proceder ao rastreio de todos os atletas e funcionários a envolver na logística de treino, de forma a validar a sua reintegração na retoma da atividade", o que inclui o teste da "zaragota com colheita nasofaríngea", que irá decorrer "no piso superior da Cidade Desportiva". "Todos os jogadores e elementos do staff receberão previamente a informação da banca de colheita à qual se devem dirigir e após a realização dos testes aguardarão na viatura pelo resultado do teste serológico, recebendo mais tarde o resultado do teste da zaragatoa."

Outros métodos de garantia de segurança incluem "a higienização prévia e regular de todo o edifício da Cidade Desportiva", a proibição de utilização de elevadores, a colocação de "pontos de gel desinfetante em vários locais estratégicos"; o acesso à Cidade Desportiva também estará vedado a "elementos externos à estrutura profissional" do Braga.

O treino

Agora, o regresso à atividade. O Braga define "dois horárias de treino", às 09h30 e às 11h15, em que serão "utilizados sete campos, dois deles para treino específico de guarda-redes e para trabalho muscular, sempre que necessário". Além disso "cada jogador receberá, de véspera, informação precisa sobre o seu horário de treino e o seu campo", e haverá uma "distância mínima de 10 metros entre jogadores/treinadores, sendo que cada atleta terá a sua própria bola e o seu próprio material de treino". Para hidratação, "há garrafas individuais em cada canto dos campos de treino".