Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

As equipas poderão fazer cinco substituições por jogo até ao fim de 2020

Depois de uma sugestão da FIFA, a International Football Association Board (IFAB), que é a entidade que decide sobre as regras no futebol, revelou que quem organiza competições pode, até 31 de dezembro, permitir que cada equipa faça mais duas substituições por jogo

Tribuna Expresso

Soccrates Images

Partilhar

Tempos de pandemia são tempos extraordinários e, por consequência, excecionais, que obrigaram o futebol a adaptar-se e o obrigarão a readaptar-se às circunstâncias agora que, aos poucos, as competições se retomam ou estão em vias de recomeçar. Este regresso implicará que as provas sejam jogadas em períodos de tempo mais curtos, o que não é bom para as cargas de esforço e os tempos de recuperação. Portanto, a International Football Association Board (IFAB) resolveu alterar as leis do jogo e abrir uma exceção.

Até 31 de dezembro, cada equipa poderá fazer cinco substituições por encontro, mais duas do que o normal, desde que não interrompa o jogo mais do que três vezes.

O sumário das alterações lê-se na circular enviada pela entidade. E é o seguinte:

– A cada equipa será permitido um máximo de cinco substituições.
– Para reduzir o constrangimento no jogo, cada equipa terá um máximo de três oportunidades para fazer as substituições durante o jogo; as substituições também pode ser feitas durante o intervalo.
– Se ambas as equipas fizeram uma substituição ao mesmo tempo, contará como uma interrupção para cada equipa.
– Substituições e interrupções que não forem utilizadas são válidas para o prolongamento.
– No caso das competições que já permitissem uma substituição extra no prolongamento, as equipas terão mais substituição para fazer; substituições também podem ser feitas antes do começo do prolongamento, ou ao intervalo.