Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Liga chumba o licenciamento do Desportivo das Aves e do Vitória de Setúbal. Portimonense pode ser beneficiado

Jornal "O Jogo" avançou que a Comissão de Auditoria da Liga reprovou os processos de licenciamento dos dois clubes. À Tribuna Expresso, fonte próxima do processo confirma a deliberação

Pedro Candeias com Lusa

Pedro Fiúza/NurPhoto via Getty Images

Partilhar

Os processos de licenciamento do Desportivo das Aves e do Vitória de Setúbal foram reprovados pela Comissão de Auditoria da Liga que entendeu que nenhum dos clubes reunia os pressupostos financeiros para poder ser inscrito nas competições profissionais.

Segundo o jornal "O Jogo" isto implica a despromoção do Aves e do Vitória às competições não-profissionais, o que abre duas vagas para a II Liga e para a I Liga.

Assim, a Liga de clubes convidou o Portimonense, que tinha sido 17.º posicionado e despromovido, a manter-se na I Liga e o Cova da Piedade e o Casa Pia a manterem-se na II Liga, depois de terem sido despromovidos administrativamente, com o cancelamento do segundo escalão, devido à covid-19.

Fonte próxima do processo confirmou à Tribuna Expresso a deliberação da Comissão de Auditoria da Liga. É de que Aves e Vitória recorram para o Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol.

Em comunicado, a Liga esclareceu o porquê do chumbo. O Vitória de Setúbal não passou nos pontos 8, 9 e 12 dos pressupostos financeiros, sobre dívidas a Sociedades Desportivas, dívidas a jogadores, treinadores e funcionários e falha na regularização da situação contributiva na AT. Já o Desportivo das Aves não teve nota positiva em 16 pontos, três deles legais (transparência e estatutos) e 13 financeiros.