Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

As primeiras palavras de Tiago como treinador do V. Guimarães: "É fundamental trabalhar numa cultura de exigência muito própria do clube"

O antigo internacional sublinha que "vai ser preciso muito trabalho de qualidade para que o Vitória de Guimarães salte para o patamar que a sua grandeza exige", naquelas que são as primeiras declarações como técnico dos vimaranenses

Lusa

Patricio Realpe

Partilhar

Tiago Mendes, o novo treinador da equipa de futebol do Vitória de Guimarães, afirmou esta quinta-feira que quer introduzir no clube uma “cultura de exigência e vitória” e mostrou-se entusiasmado para iniciar a nova temporada.

“A cultura de vitória tem de estar presente em todos os momentos e em cada um dos elementos da equipa e do clube. Temos de ser objetivos. Vai ser preciso muito trabalho de qualidade para que o Vitória de Guimarães salte para o patamar que a sua grandeza exige. É esse compromisso que posso e quero garantir desde a primeira hora e estou entusiasmado por começar a trabalhar no terreno”, afirmou Tiago, em declarações ao site oficial do clube.

O substituto de Ivo Vieira no comando técnico vitoriano vai cumprir a primeira experiência como técnico principal de um clube, após ter sido treinador adjunto de Diego Simeone nos espanhóis do Atlético de Madrid, na época 2017/18, e orientado a seleção sub-15 de Portugal, em 2019.

“A partir daqui, é fundamental trabalhar numa cultura de exigência que é muito própria do clube, mas que também faz parte de mim, porque sempre foi e continuará a ser essa a minha forma de estar no futebol. Junto-me ao Vitória para ganhar”, referiu o treinador de 39 anos, que assinou por duas temporadas.

Internacional pela seleção portuguesa em 66 ocasiões, com três golos marcados, Tiago Mendes iniciou a carreira de futebolista profissional no Sporting de Braga, em 2000/01, e encerrou-a no Atlético de Madrid, em 2016/17, tendo, pelo meio, representado o Benfica, o Chelsea, o Lyon e a Juventus.

“O meu entusiasmo perante este projeto não podia ser maior, porque me identifico com as ideias de quem dirige e com a forma apaixonada com que os adeptos vivem o dia-a-dia do clube e por isso sei que haverá uma grande comunhão entre a equipa que estamos a construir, a direção e os adeptos. Acredito no sucesso se, todos juntos, formos um só e sinto, claramente, que este clube está a reforçar as condições para ganharmos mais vezes e lutarmos por objetivos condizentes com a dimensão do Vitória”, disse o antigo médio.

Por seu lado, o presidente Miguel Pinto Lisboa destacou a “personalidade forte” de Tiago Mendes e o seu “espírito de liderança”.

“A par disso, tem uma vasta experiência internacional. São estas as características que identifiquei no Tiago e que me fazem estar seguro de que irá conduzir a nossa equipa principal às vitórias que desejamos”, afirmou.

O Vitória de Guimarães terminou a última temporada no sétimo lugar da I Liga.