Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Carvalhal: "Não há uma vitória na Luz sem sangue, suor e lágrimas... e uma pontinha de felicidade"

O treinador do Braga assumiu que a pressão do Benfica na segunda-parte empurrou a sua equipa para trás. E elogiou os seus jogadores pela entrega e pela união: "uma verdadeira família"

Tribuna Expresso

NurPhoto

Partilhar

O triunfo

"Não há uma vitória na Luz sem sangue, suor e lágrimas e uma pontinha de felicidade. E foi isso que aconteceu. Preparámos muito bem o jogo, dentro desta continuidade de jogos, soubemos sair para o contra-ataque e conseguimos em determinados momentos conservar a bola e até rodar o jogo; na segunda-parte já foi mais difícil. Quando fizemos o terceiro golo, num erro do Benfica, foi muito duro para eles. E depois defendemos muito bem, com um espírito de união muito grande, uma grande família, sofremos juntos nos momentos finais".

O bloco baixo

"A intenção não era jogar com um bloco baixo. Na primeira-parte conseguimos impôr o nosso jogo, a circular a bola. Na segunda-parte não queríamos recuar, mas também é preciso ver contra que adversário estamos a jogar. A nossa forma de jogar é sempre a mesma: jogar no meio-campo ofensivo".

A ausência de Gaitán

"O Nico lesionou-se, infelizmente. Voltou, começou a jogar, lesionou-se novamente. Depois, teve um programa de restabelecimento muscular... Na sexta-feira, no treino a seguir ao jogo com o Leicester, fez uma lesão muscular no gémeo. Gostaríamos muito de contar com ele, queremos que ele recupere o mais depressa possível".