Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

O gelo voltou a adiar o Vitória-Farense

O gelo presente numa parte do relvado do Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães, adiou pela segunda vez o Vitória-Farense, este domingo. O jogo estava originalmente agendado para sábado, mas apenas se realizará a 17 de fevereiro

Lusa

RUI FARINHA/LUSA

Partilhar

O jogo Vitória de Guimarães-Farense, da 14.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol, foi adiado pela segunda vez, devido ao gelo sob parte do relvado do Estádio D. Afonso Henriques, informou, no domingo, o clube algarvio.

"Relvado condicionado pelo gelo adia o jogo Vitória SC-SC Farense, ficando assim com data por definir", lê-se numa mensagem publicada pelo Farense, na sua página oficial na rede social Instagram.

O Vitória também já confirmou à imprensa que o jogo "não se realiza hoje [domingo]", através de uma mensagem do departamento de comunicação.

O jogo tinha sido reagendado para as 18h de domingo, depois de não se ter realizado no horário inicialmente previsto, às 18h de sábado, também devido ao gelo existente na zona sul do relvado, onde a exposição solar é menor.

Tal como no sábado, o árbitro Fábio Veríssimo atrasou o início do jogo por 30 minutos e voltou ao relvado às 18h30 para o testar.

Ao testar uma área do relvado entre as bancadas sul e nascente do Estádio D. Afonso Henriques e uma outra área entre as bancadas sul e poente, o juiz da Associação de Futebol de Leiria deslizou, mostrando que o relvado estava ali escorregadio.

Fábio Veríssimo desceu ao balneário sem tomar uma decisão definitiva e voltou ao relvado com o capitão do Vitória de Guimarães, André André, e o do Farense, Ryan Gauld, dando-lhes a oportunidade de verificarem o estado do terreno.

Todos os elementos em campo recolheram de novo ao balneário, antes das luzes fotovoltaicas que estiveram a aquecer as zonas afetadas ao longo do dia, serem de novo ligadas às 19h, antes de se conhecer uma decisão oficial.

No sábado, alguns funcionários do clube tentaram derreter esse gelo, resultante da temperatura a rondar os zero graus que se tem sentido na 'cidade berço', com picadores e com água quente, esforço que não foi realizado no domingo.

(notícia entretanto atualizada com a data para a qual o jogo foi novamente reagendado: 17 de fevereiro.)