Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

Ricardo Costa demite-se depois de um "atentado à integridade física e sucessivas ameaças"

O diretor desportivo do Boavista anunciou que abandonou o clube, com efeitos imediatos, depois de um alegado episódio violento: "Não reúno mais condições para continuar no cargo"

tribuna expresso

Carlos Rodrigues

Partilhar

Ricardo Costa já não é diretor desportivo do Boavista. O ex-internacional português anunciou a sua saída esta sexta-feira, alegando ameaças por parte dos adeptos do clube.

"Hoje abandonei as minhas funções no Boavista FC após um atentado à minha integridade física no dia de ontem [quinta-feira], durante o treino da equipa, por adeptos do clube e já depois de sucessivas ameaças", justificou, citado pela SportTV+, esta sexta-feira.

"Não reúno mais condições para continuar no cargo", acrescentou o ex-diretor, que é agora substituído por Fary, que já estava no clube, segundo anunciou entretanto o Boavista, em comunicado, depois de agradecer - sem mencionar qualquer episódio violento - a Ricardo Costa "todo o empenho, profissionalismo e dedicação com que serviu este símbolo".

Ricardo Costa, 39 anos, tinha assumido o cargo de diretor desportivo do Boavista em agosto de 2020, depois de ter terminado a carreira enquanto jogador, precisamente no Bessa. "Desejo o melhor à equipa técnica, aos meus atletas e ao clube, pelo qual sempre tive grande estima e respeito", concluiu.

O Boavista é atualmente último classificado da Liga portuguesa, com 11 pontos, menos um do que o Farense e menos dois do que o Gil Vicente.