Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Um jogo para esquecer

Num relvado pouco propício à prática do futebol, o FC Porto foi superior ao BSAD, mas nunca conseguiu concretizar as oportunidades de golo que teve, num jogo que acabou com um enorme susto, quando Nanu teve de ser levado de ambulância depois de embater com violência em Kritciuk

tribuna expresso

NurPhoto

Partilhar

Segunda - quinta - domingo. Em qualquer campeonato do mundo, esta não é uma sequência de jogos fácil, por aquilo que exige de uma equipa, em termos físicos e psicológicos, particularmente se essa equipa estiver obrigada a ganhar, como o FC Porto, para não deixar fugir o líder, o Sporting, que segue quatro pontos à frente. E mais ainda quando o jogo de domingo é contra o 3.º classificado, o Braga, que segue cinco pontos atrás.

Com uma semana apertada e alguns jogadores "com fadiga", como admitiu na conferência de imprensa de antevisão do BSAD-FC Porto, Sérgio Conceição já tinha avisado que ia fazer alterações nos habituais titulares, e cumpriu. Zaidu, Corona, Luis Díaz e Marega cederam os lugares a quatro colegas: Nanu, Fábio Vieira, Felipe Anderson e Evanilson, que se juntaram ao Marchesín, Mbemba, Pepe, Manafá, Matheus Uribe, Sérgio Oliveira, Taremi.

Do lado do BSAD de Petit, destaque para o regresso do defesa Tomás Ribeiro, que esteve perto de assinar pelo Vitória de Guimarães no mercado de inverno, mas acabou por manter-se na equipa: Kritciuk, Gonçalo Silva, Henrique, Tomás Ribeiro, Tiago Esgaio, Cafu, Yaya, Sousa, Diogo Calila, Varela e Miguel Cardoso.

Se o jogo começou morno e atabalhoado, isso não se deveu só a qualquer tipo de fadiga de ambos os lados. Como já se esperava, o relvado do Jamor não se apresentava nas melhore condições para receber uma partida da I Liga - nem de qualquer divisão... -, pelo que ambas as equipas tiveram muitas dificuldades em termos técnicos, para dar a melhor sequência aos lances.

Gualter Fatia

Como era expectável, foi o FC Porto a entrar melhor e a tentar mandar no jogo, mas cedo se percebeu que seria difícil para os portistas ultrapassar a defesa de cinco homens do BSAD. O primeiro sinal foi dado apenas aos 20', com um remate de longe de Uribe, mas Kritciuk defendeu sem dificuldades.

O BSAD tentava criar perigo através de saídas rápidas para o ataque e foi num desses momentos que Afonso Sousa viu Marchesin embater em Pepe, num desentendimento fora da área, com a bola a sobrar para os pés do jovem do BSAD, que rematou mas não conseguiu acertar na baliza.

Já em cima do intervalo, a melhor oportunidade do jogo, que até deu golo: Sithole rematou a bola contra Taremi, junto à área do BSAD, e o esférico acaba por ir parar aos pés de Evanilson, que estava por trás da linha defensiva adversária e que fez golo. Contudo, por se ter aproveitado de uma posição irregular, e já que a bola embateu em Taremi, o árbitro entendeu anular o lance, por fora de jogo.

Gualter Fatia

Na 2.ª parte, nova entrada por cima do FC Porto, que ia dominando o jogo, mas, mais uma vez, sem conseguir concretizar a superioridade em golos. Logo aos 57', Sérgio Conceição começou a inverter a tendência no onze, ao fazer entrar Luis Díaz, tirando Felipe Anderson, mudança que seria seguida, cerca de uma dezena de minutos depois, pela entrada de mais trunfos: Corona e Marega.

Com o FC Porto muito mais ativo no ataque, o BSAD limitava-se então a tentar manter o empate e a falta de pontaria da cabeça de Taremi, aliada a mais uma defesa de Kritciuk - uma constante no jogo -, não permitiu que o nulo se desfizesse.

Já em cima do apito final, depois de Corona cruzar uma bola para a área, Nanu surgiu lançado para cabeceá-la, mas acabou por embater em Kritciuk de forma violenta, caindo no chão.

A ambulância teve de entrar no relvado para retirar Nanu, depois do jogador ser socorrido pelas equipas médicas e pelos bombeiros, numa paragem de mais de uma dezena de minutos.

Quando o jogo finalmente foi retomado, o FC Porto bem tentou continuar a carregar, mas mais uma vez sem eficácia. O 0-0 manteve-se até final, o que significa que os portistas podem ver o líder Sporting afastar-se ainda mais no topo da tabela, caso vença o Marítimo, sexta-feira, na Madeira.