Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

De volta ao segundo, à procura do primeiro

Com uma noite tranquila em Barcelos, o FC Porto venceu o Gil Vicente, por 2-0, e regressou ao 2.º lugar da Liga, mantendo a distância de 10 pontos para o líder Sporting

tribuna expresso

MIGUEL RIOPA

Partilhar

Antes do Gil Vicente-FC Porto, Sérgio Conceição disse que, se fosse preciso, até era capaz "de fazer o pino" para motivar o balneário para o que ainda resta da época, depois da eliminação da Taça de Portugal e do empate frente ao líder Sporting, que deixou a equipa mais longe do título.

Mas esta noite, em Barcelos, não foi preciso fazer o pino nem outras acrobacias de maior para os portistas saírem vencedores. Foi, até, uma noite muito descansada para os jogadores de Sérgio Conceição, que entraram fortes, marcaram cedo e controlaram o jogo sem problemas até chegarem aos 2-0 final - o 3-0 foi depois anulado pelo VAR.

Com Marchesin, Nanu, Diogo Leite, Sérgio Oliveira e Taremi de regresso à titularidade, por troca com Diogo Costa, Sarr, Mbemba, Grujic e Díaz, o FC Porto rapidamente se impôs ao Gil, que apareceu montado com uma linha de cinco defesas para tentar impedir os ataques adversários, mas sem sucesso.

Logo aos 7', depois de um pontapé de canto e de alguns ressaltos, Otávio cruzou e a bola sobrou, na área, para Uribe, que rematou de primeira para o 1-0.

Melhor entrada para o FC Porto era impossível, já que a vantagem permitia controlar alguma possível ansiedade em marcar que pudesse aparecer nos jogadores, obrigados a ganhar para voltar ao 2.º lugar da Liga. Pelo contrário, o Gil de Ricardo Soares rapidamente viu a sua estratégia de cinco defesas furada, e raramente as investidas da equipa gilista em contra ataque criaram perigo, já que Marchesin esteve sempre atento a controlar as bolas longas para trás da defesa.

O FC Poro esteve sempre mais perto do 2-0 do que o Gil do empate, com Corona a assustar Denis, tal como Marega, com remates de longe. Já em cima do intervalo, a cabeça de Corona tentou enviar a bola para a baliza, mas apareceu novamente Denis com uma grande defesa - e o lance deixaria sequelas em Corona, que teve mesmo de ser substituído ao intervalo, por Díaz, tal como Pepe, por Sarr, já que o central não estava nas melhores condições físicas.

Na 2.ª parte, mais do mesmo, com Denis a ser o único estorvo dos portistas para chegarem ao 2-0. Só não conseguiu segurar uma bomba de Sérgio Oliveira, de longe, aos 60'.

O 2-0 sentenciou definitivamente a partida, já que o Gil raramente mostrou capacidade para chegar à área portista, deixando os visitantes gerir o tempo sem problemas.

Já em cima do final, Evanilson ainda emendou à boca da baliza, para o 3-0, mas o lance foi anulado por posição irregular de Luis Díaz.

Com uma vitória tranquila, o FC Porto regressou ao 2.º lugar, com 48 pontos, à condição: terá ainda de aguardar pelo desfecho do dérbi entre Sporting de Braga (46 pontos) e Vitória de Guimarães para saber se mantém a posição. Mas, como prometeu Sérgio Conceição, continua a perseguir o primeiro posto.