Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

Treinador do Tondela critica falta de planeamento da Liga: "É uma falta de respeito ao futebol e aos profissionais"

Pako Ayestarán não gostou de saber que tinha jogo esta terça-feira apenas na... segunda-feira. E também não compreende a falta de público nos estádios portugueses: “Não posso acreditar que podemos ir ver um filme com a máxima tranquilidade e os adeptos não possam vir, num número reduzido, ver um jogo"

Lusa

Gualter Fatia

Partilhar

O treinador do Tondela, Pako Ayestarán, disse que “é uma falta de respeito” a marcação do jogo da 34ª e última jornada da I liga de futebol, que aconteceu na véspera da receção ao Paços de Ferreira.

“O que não pode acontecer é que saibamos que vamos jogar terça-feira, depois de planear os nossos treinos a pensar que o jogo é quarta-feira. (…) Há aspetos que nós tínhamos de controlar e que não podemos controlar”, defendeu o técnico da equipa ‘beirã’, num vídeo divulgado na página do clube, segunda-feira.

Nesta mensagem, uma vez que não se realizou a habitual conferência de imprensa de antevisão ao jogo de receção ao Paços de Ferreira, Pako Ayestarán criticou a Liga de clubes. “Parece-me que é uma falta de respeito ao futebol e aos profissionais, independentemente de poderem pensar que não há nada em jogo, porque o Paços [de Ferreira] já não pode alterar a sua classificação e nós já estamos com a permanência assegurada”, acusou.

Neste sentido, o técnico espanhol disse que “toda a gente tem objetivos” e, em termos coletivos, Pako Ayestarán apontou que o Tondela está “perto de poder fazer um recorde no clube”.

“E, muitas vezes, o futuro de muitos jogadores depende de detalhes, de um jogo a mais ou a menos, de mais um golo, então, neste caso, é uma falta de respeito não pensarem no importante”, acrescentou.

Pako Ayestarán também criticou a ausência de público nas bancadas, que foi ponderada para acontecer na última jornada do campeonato, e comparou com a abertura das salas de cinema que já permite a presença de pessoas.

“Não posso acreditar que podemos ir ver um filme com a máxima tranquilidade e os adeptos não possam vir, num número reduzido, ver um jogo. É tempo de normalidade para todos e creio que estamos a demorar”, apontou.

Ainda assim, o treinador disse que iriam focar “toda a atenção a preparar o melhor possível, no pouco tempo” que o plantel tem, a receção ao Paços de Ferreira e o jogo será encarado com “a máxima responsabilidade para tratar de somar o maior número de pontos possíveis”.

O Tondela, 12.º classificado, com 36 pontos, recebe no Estádio João Cardoso, na terça-feira, pelas 20:15, o Paços de Ferreira com 50 pontos, em quinto lugar, em jogo a contar para a 34.ª e última jornada da I Liga de futebol.