Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

Clubes da I Liga estiveram reunidos e agora querem ter "um diálogo construtivo com o Governo", sem intermediários

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional promoveu uma reunião com os presidentes dos 17 clubes com presença garantida na próxima edição da I Liga, mais o Rio Ave, esta terça-feira, na Mealhada. Foram 11 os temas discutidos e a sua resolução "é absolutamente crítica para a sobrevivência do setor" do futebol

Diogo Pombo

Lusa

Partilhar

Os 17 clubes com presença garantida na I Liga em 2021/22, mais o Rio Ave, que ainda disputará o play-off de promoção/despromoção com o Arouca, reuniram esta terça-feira, na Mealhada, para discutirem, pelo menos, 11 temas cuja resolução "é absolutamente critica para a sobrevivência do setor" do futebol.

Frederico Varandas, Jorge Nuno Pinto da Costa e Luís Filipe Vieira marcaram presença na reunião convocada pela Liga de Clubes, esta terça-feira, para a Mealhada. O encontro não se cingiu aos presidentes do Sporting, FC Porto e Benfica, já que os 17 clubes com presença garantida na I Liga, na próxima época, mais o Rio Ave, foram signatários do comunicado resultante.

A cimeira de presidentes não foi anunciada antecipada e publicamente. Entre as 11 temáticas discutidas esteve a centralização dos direitos televisivos (aprovado, em fevereiro, para 2028/29), a presença de públicos nos recintos desportivos, os quadros competitivos ou o conflito de interesses na captação de patrocinadores e espaços publicitários.

O encontro realizou-se com os líderes ou representantes dos 17 clubes que participarão na I Liga na próxima época, incluindo o Estoril Praia e o Vizela - e o Rio Ave, que terminou na 16.ª posição esta época e, como tal, ainda terá o play-off de promoção/despromoção contra o Arouca, 3.º classificado da II Liga. A primeira mão joga-se esta quarta-feira.

O comunicado emitido conjuntamente pelos clubes:

Ao longo dos últimos anos, as Sociedades Desportivas têm-se deparado com alterações significativas no desenvolvimento da sua atividade.

As mudanças que afetam as Sociedades Desportivas verificam-se em matérias diversas e que vão do enquadramento jurídico e fiscal, passando pela apropriação por terceiros da comercialização dos direitos televisivos até à completa ausência de apoios relacionados com as consequências dramáticas resultantes do impacto do Covid-19 no setor.

Independentemente da vontade e dos esforços tanto da LPFP, da FPF ou mesmo a Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, o resultado final é manifestamente negativo.

É chegado o momento das Sociedades Desportivas se entenderem em matérias estruturantes e que afetam todo o setor, sem intermediários e sem a intervenção de entidades que ultrapassam os seus desígnios e que, por vezes, contra elas concorrem.

Os clubes e as Sociedades Desportivas são aqueles que mais desenvolvem o desporto mais querido em Portugal. São os que assumem riscos, são grandes empregadores e os grandes contribuintes e por isso devem ser respeitados e apoiados.

Mediante um entendimento alcançado entre todos nesta data, quer nos desafios que se colocam, quer nas soluções que importa implementar, os Clubes irão procurar estabelecer um diálogo construtivo com os principais Stakeholders do setor e, de forma direta, com o Governo nos aspetos a ele respeitantes.

Os assuntos assumidos como prioritários pelas Sociedades Desportivas são:

1. Acesso de público aos Recintos Desportivos

2. Quadros competitivos

3. Centralização da comercialização dos Direitos Televisivos

4. Conflito de interesses na captação de patrocinadores e espaços publicitários

5. Processo da Autoridade da Concorrência

6. Distribuição das Receitas das Apostas Desportivas

7. Seguro de Acidentes de Trabalho

8. Apoios ao Setor - Fundo de apoio ao Futebol Profissional

9. Apoios ao Setor - Linhas de Financiamento com garantia do estado

10. Fiscalidade – IVA nos ingressos

11. Fiscalidade - Residentes não Habituais

As Sociedades Desportivas signatárias assumem que a resolução das temáticas atrás referidas é absolutamente critica para a sobrevivência do setor e desde já se comprometem a tudo fazer na defesa dos seus legítimos interesses.

Mealhada, 25 de maio de 2021

As Sociedades Desportivas

Sporting Clube de Portugal SAD
Futebol Clube do Porto SAD
Sport Lisboa e Benfica SAD
Sporting Clube de Braga SAD
Futebol Clube Paços Ferreira SDUQ
Santa Clara Açores SAD
Vitória Sport Clube SAD
Moreirense Futebol Clube SAD
Futebol Clube Famalicão SAD
Os Belenenses SAD
Gil Vicente Futebol Clube SDUQ
Clube Desportivo Tondela SAD
Boavista Futebol Clube SAD
Portimonense SAD
Marítimo da Madeira SAD
Rio Ave Futebol Clube SDUQ
Estoril Praia SAD
Futebol Clube Vizela SAD