Tribuna Expresso

Perfil

Futebol nacional

Boavista: sai Jesualdo, entra João Pedro Sousa até 2023

O treinador, de 49 anos, vai assim cumprir a segunda experiência no escalão principal, praticamente cinco meses depois de ter deixado o Famalicão, à 16.ª jornada, na 16.ª posição, com 14 pontos, resultantes de três vitórias, cinco empates e oito derrotas

Lusa

MANUEL DE ALMEIDA/Lusa

Partilhar

O treinador João Pedro Sousa, que se estreou ao serviço do Famalicão, onde esteve nas últimas duas temporadas, vai substituir Jesualdo Ferreira no comando do Boavista em 2021/22, anunciou o clube da I Liga de futebol esta segunda-feira.

“A Boavista Futebol Clube, Futebol SAD anuncia a aquisição de João Pedro Sousa para o cargo de treinador da equipa principal de futebol, numa ligação que se prolongará até 2022/23”, informa um comunicado publicado no sítio oficial do clube na Internet.

João Pedro Sousa, de 49 anos, vai cumprir a segunda experiência no escalão principal, praticamente cinco meses depois de ter deixado o Famalicão, à 16.ª jornada, na 16.ª posição, com 14 pontos, resultantes de três vitórias, cinco empates e oito derrotas.

Esse registo contrastou com 2019/20, quando os minhotos, então promovidos à I Liga, 25 anos depois, assinaram o melhor desempenho em oito participações e foram sextos classificados, com 54 pontos, a um ponto do inédito acesso às competições europeias.

“João Pedro Sousa contará com a colaborarão dos adjuntos Manuel Santos, Hugo Vicente, Miguel Matos (treinador de guarda-redes) e Carlos Pacheco (preparador físico). Jorge Couto, Daniel Rosendo e Alfredo Castro transitam da última época. Nélson Duarte, Pedro Sousa, Paulo Rifa e Paulo Silva formam a equipa de analistas”, termina a nota.

Antes de comandar o Famalicão, João Pedro Sousa desempenhou a função de técnico adjunto de Marco Silva no Estoril (2012-2014) e no Sporting (2014/15), nos gregos do Olympiacos (2015/16) e nos ingleses do Hull City (2016/17), Watford (2017/18) e Everton (2018/19).

O treinador, natural de Luanda, também exerceu funções idênticas nos famalicenses (2009/10) e na formação do Sporting de Braga (2010-12), depois de ter atuado como avançado pelos minhotos, Desportivo de Chaves e Rio Ave, entre outros clubes.

O Boavista vai iniciar esta segunda-feira os trabalhos de pré-temporada no complexo contíguo ao Estádio do Bessa, no Porto, um dia depois de Jesualdo Ferreira ter acertado a rescisão contratual e antecipado a quebra do vínculo contratual válido até junho de 2022.

  • Jesualdo abandona Boavista a um dia do arranque da pré-época
    Futebol nacional

    “O Boavista FC faz questão de deixar um agradecimento público ao professor Jesualdo Ferreira por todo o empenho, dedicação, profissionalismo e conhecimento que colocou ao serviço do clube, culminando com a desejada permanência na I Liga, desejando-lhe também as maiores felicidades para os desafios que se seguem”, pode ler-se na nota do clube