Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

Gil Vicente

O perfil do Gil Vicente, campeão nacional: como evoluiu, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

Pedro Trindade/Gil Vicente FC

Partilhar

Treinador: Ricardo Soares

Época 20/21: 11.º lugar

O fim de época trouxe várias mexidas, mas o Gil Vicente é uma equipa com os processos consolidados dada a permanência de Ricardo Soares e do núcleo duro do plantel. O objetivo deverá manter-se o mesmo de épocas anteriores: garantir a manutenção o mais rápido possível. A contratação de guarda-redes Kritciuk (ex-Belenenses SAD) é uma excelente ajuda nesse sentido.

Organizados em 4-3-3 no momento ofensivo – médios interiores com posicionamentos diferentes (Pedrinho mais preocupado em baixar para organizar, e Fujimoto a procurar receber no pé ou realizar movimentos de rutura mais perto do avançado); e 4-4-2 no momento defensivo – Fujimoto a saltar para junto do avançado para formarem a primeira linha de pressão, o Gil Vicente de Ricardo Soares procurará ser uma equipa compacta sem bola (bloco médio) e perigosa nos momentos em que a recuperar, através de transições rápidas, onde os extremos têm papel importante.

Em ataque posicional, Vitor Carvalho deverá surgir como médio mais recuado e posicional, com os já citados Pedrinho e Fujimoto a terem mais liberdade para aparecerem no espaço entre linhas, deixando a largura do ataque para os extremos – Bilel e Samuel Lino (também aparece muito bem para finalizar) deverão ser as principais escolhas.

Com a saída de Pedro Marques (fim do período de empréstimo), Fran Navarro (espanhol contratado ao Valência, onde fez 11 golos ao serviço da equipa “b”) deverá assumir-se como principal referência ofensiva – tem qualidade técnica para servir como apoio e é inteligente a movimentar-se em zonas de finalização.

JOGADOR CHAVE

Pedrinho, 28 anos. O experiente médio português é o principal organizador do futebol ofensivo gilista. Com liberdade para baixar e pegar no jogo, Pedrinho acrescenta qualidade técnica e critério à fase de construção, sendo também importante em zonas de criação – qualidade no último passe e visão de jogo.

JOGADOR A SEGUIR

Kanya Fujimoto, 22 anos. É o jogador com mais margem de crescimento do plantel do Gil Vicente. Criativo e evoluído tecnicamente – excelente qualidade de passe e visão de jogo, Fujimoto poderá ser decisivo em zonas criação, tanto a receber mais aberto no corredor lateral, como a receber no espaço entre linhas, para depois servir os movimentos de rutura ou ele próprio finalizar.

11 Provável