Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

Marítimo

O perfil do Marítimo para a época 2021/22: como evoluiu, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

Andre Ferreira/Club Sport Marítimo

Partilhar

Treinador: Julio Velázquez

Época 20/21: 15.º lugar

O fantasma da despromoção pairou sobre a Madeira durante toda a época, mas o Marítimo, ao contrário do Nacional, conseguiu salvar-se da descida ao segundo escalão do futebol português. Rodrigo Pinho, agora jogador do Benfica, foi um dos principais responsáveis pela manutenção, apesar de ter perdido vários jogos, e a sua saída será mais um dos desafios que Velázquez terá de superar de modo a realizar uma época mais tranquila.

Organizados em 4-3-3 no momento ofensivo – sem bola, com o recuou dos dois extremos para a linha média, posicionam-se em 4-5-1 – o Marítimo procurará ser uma equipa a construir apoiado desde trás. Nesse momento, Zainadine é quem oferece desequilíbrio na linha defensiva, principalmente pela intenção de sair em condução. Fábio China, lateral esquerdo, também procura combinar e conduzir.

No meio-campo, Edgar Costa – recua mais para pegar no jogo com mais espaço – e Pelágio – com mais liberdade para aparecer entre linhas – são os principais responsáveis pela fase de construção pelo corredor central. Também será comum vermos Pelágio a aparecer em movimentos de rutura, mais próximo do avançado.

Na frente, os dois principais nomes a ter em conta serão o de Joel Tagueu, que, apesar de ser a referência ofensiva, não se fixará no meio dos centrais, tendo liberdade para baixar, e o de André Vidigal – o jovem ex-Estoril, com liberdade para vir dentro ou receber aberto (lateral em zonas interiores), acrescenta qualidade técnica em zonas de criação e aparece bem em zonas de finalização.

JOGADOR CHAVE

Joel Tagueu, 27 anos. O avançado camaronês será a principal referência do Marítimo em zonas de finalização. Movimenta-se muito bem e tem qualidade na finalização. Além disso, Tagueu é um avançado que tem qualidade técnica para baixar e servir de apoio. A nível ofensivo, muito do que o Marítimo for capaz de fazer passará pelos seus índices de concretização.

JOGADOR A SEGUIR

Pedro Pelágio, 21 anos. O médio português será peça fundamental no meio-campo do Marítimo. Além do que oferece no momento defensivo – muito comprometido sem bola e forte na recuperação e desarme –, Pelágio é um médio que sai muito bem da pressão em condução e que, não sendo criativo, joga de forma simples e com critério. É também importante nos movimentos de rutura.

11 Provável