Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

Tondela

O perfil do Tondela para a época 2021/22: como evoluiu, como joga e quem são os jogadores mais importantes

Tiago Teixeira

Clube Desportivo de Tondela

Partilhar

Treinador: Pako Ayestarán

Época 20/21: 12.º lugar

A época passada foi de luta pela manutenção até ao fim, mas o Tondela acabou mesmo por garantir mais um ano entre os melhores do futebol português – o fator casa foi absolutamente decisivo, com os beirões a conquistarem 26 dos 36 pontos com que terminaram o campeonato. Mario González foi o grande responsável pela manutenção, ao fazer 15 dos 36 golos do Tondela no campeonato. A sua saída torna mais complicada a luta pela manutenção, que é, mais uma vez, o objetivo principal da nova época.

Organizados em 4-2-3-1, o grande desafio de Pako Ayestarán passará por tornar a equipa mais competente do ponto de vista defensivo – o ano passado sofreram 57 golos (só o Nacional, último classificado, sofreu mais). Para tal, é necessário, acima de tudo, que o Tondela consiga apresentar um bloco mais compacto (menos espaço entre a linha defensiva e a linha média) e melhor reação à perda. Eduardo Quaresma é o principal reforço para o setor defensivo e será interessante ver o quão capaz será de evoluir.

Com bola, serão novamente uma equipa a procurar uma progressão apoiada, contando este ano com um excelente reforço nesse sentido: Tiago Dantas, que terá um papel fundamental na fase de construção, procurando receber a bola nas costas da primeira linha de pressão adversária, para depois ligar com quem aparece em zonas de criação (Rafael Barbosa deverá ser o médio mais ofensivo) ou fazer a bola chegar aos corredores laterais (explorar a velocidade e verticalidade de jogadores como Salvador Agra e Murillo).

Na frente, Dadashov é o reforço mais sonante e deverá assumir-se como principal referência. Tarda em confirmar o potencial que lhe é reconhecido, mas caso consiga expressar a sua qualidade, o Tondela fica muito bem servido – é um avançado muito evoluído tecnicamente e que possibilita um jogo associativo.

JOGADOR CHAVE

Tiago Dantas, 20 anos. Apesar de jovem e de apenas ter chegado este ano (emprestado pelo Benfica), Tiago Dantas deverá assumir um papel fundamental na organização ofensiva do Tondela. A sua qualidade técnica – fantástico a ligar através do passe, visão de jogo e inteligência, fazem dele um pequeno maestro no centro do terreno, algo essencial numa equipa que quer praticar um futebol apoiado.

JOGADOR A SEGUIR

Eduardo Quaresma, 19 anos. O central emprestado pelo Sporting tem uma grande margem de progressão e pode aproveitar a época em Tondela para se tornar um jogador mais completo (aumentar os índices de concentração e melhorar na leitura dos lances). Tem qualidade técnica para acrescentar na fase de construção – principalmente quando sai em condução – e é muito rápido – o que é positivo para o controlo da profundidade.

11 Provável