Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

João Pedro Sousa: "Estratégia passava por sermos corajosos e ambiciosos e isso falhou. É uma crítica ao treinador e não aos jogadores"

Técnico do Boavista assumiu aos microfones da BTV que não gostou da entrada da sua equipa, mas sublinhou a reação na 2.ª parte: "Fomos mais o Boavista que queremos ser no campeonato"

Tribuna Expresso

Gualter Fatia

Partilhar

Estratégia falhou

“A nossa estratégia passava por tentarmos ser corajosos e ambiciosos e isso falhou. É uma crítica ao treinador e não aos jogadores. Dizer na antevisão que se vai ser corajoso e ambicioso é fácil, porque é só o aspecto teórico. Na prática não conseguimos ser e isso é responsabilidade do treinador. A 1.ª parte foi muito fraca da nossa parte, sofremos um golo aos 13 minutos e nesses 13 minutos estivemos pouco mais de um minuto com a bola. Perante uma equipa como o Benfica e perante isto é difícil disputar o jogo. O Benfica entrou muito forte, tal como nós sabíamos que ia ser. Tivemos a felicidade de chegar ao empate numa situação que queríamos ter feito mais durante o jogo e não fomos capazes”

Melhorias na 2.ª parte

“Na 2.ª parte ratificámos esse disponibilidade de sermos mas corajosos e pressionámos de outra forma. Fomos mais o Boavista que queremos ser no campeonato. Vamos tentar agarrar nas coisas boas da 2.ª parte e tentar levá-las para os próximos jogos”

Arrependimento pela estratégia?

“Não há arrependimento porque eu acredito nas ideias e felizmente tenho um grupo de jogadores que também acredita na proposta de jogo e é assim que vamos jogar. Falando das ausências de facto estamos com dificuldades em alguns setores, hoje além da derrota, temos uma situação se calhar ainda é mais grave, que é mais uma lesão, do Hamache, que parece ser uma lesão grave. Deixe-me assinalar também a nossa vontade de vir aqui fazer um bom resultado porque queríamos dar uma alegria aos nossos adeptos que não puderam cá estar, pelas razões que se conhece. O que podemos prometer é disputar os próximos jogos com a ambição com que disputámos a 2.ª parte”

Boavista no 6.º lugar

“Independentemente do lugar em que estamos, penso que o importante é criar uma ideia e um sentimento que é transversal ao clube. E a ideia é criar um Boavista forte. O que podemos prometer é disputar todos os jogos para ganhar, porque o clube, a história do clube, obriga-nos a isso”