Tribuna Expresso

Perfil

PUBLICIDADE
Futebol nacional

O Marítimo é a primeira equipa da I Liga a ser eliminada da Taça de Portugal. E a culpa é do Varzim

O conjunto da Madeira perdeu, após desempate por penáltis, na deslocação à Póvoa de Varzim, tornando-se assim na primeira formação do principal campeonato a cair na Taça

Lusa e Tribuna Expresso

MANUEL FERNANDO ARAUJO/LUSA

Partilhar

E ao terceiro dia de 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, a primeira equipa da I Liga a sair da prova. O Varzim, da II Liga, derrotou o Marítimo, nos penáltis, após um 2-2 nos 90 minutos e no prolongamento.

A equipa de Julio Velázquez, que esta época só venceu uma das 10 partidas que disputou, até esteve a vencer, graças a um tento do iraniano Alipour aos 54 minutos, mas sofreu um grande revés com o vermelho direto mostrado a Rúben Macedo, aos 65'.

Aos 81 minutos, os poveiros igualaram por intermédio de Heliardo, na conversão de um penálti, levando o duelo para prolongamento. Aí, os locais passaram, pela primeira vez, para a frente do marcador, e com novo penálti. Desta feita foi Murilo, aos 93', a bater Miguel Silva.

Mesmo em inferioridade numérica, o Marítimo conseguiu voltar a igualar o embate, com novo penálti. Ao minuto 120+2, Rafik Guitane rematou com eficácia para levar a eliminatória para a decisão através dos castigos máximos. Aí, o Varzim foi mais eficaz, impondo-se por 3-2 (falharam Ricardinho, Vidigal e Beltrame para a equipa da Madeira) e garantindo a passagem à 4.ª eliminatória da Taça de Portugal.

  • Uma noite de sofrimento contra os bravos da Trofa
    Benfica

    O Benfica derrotou (2-1), após prolongamento, o Trofense, na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal. Perante um conjunto da II Liga que deixou uma imagem de qualidade, lutando pela passagem até ao último suspiro, Everton e André Almeida marcaram os golos das "águias", que tiveram de suar muito para evitar uma eliminação precoce

  • Olá, eu sou o Sérgio Oliveira e quero recuperar o meu protagonismo no FC Porto
    FC Porto

    A viver um começo de temporada no qual tem estado mais tempo no banco do que no campo, Sérgio Oliveira assumiu-se como a grande figura da natural goleada (5-0) do FC Porto frente ao Sintrense, do 4.º escalão do futebol português. O médio marcou dois golos e fez uma assistência num duelo que também foi aproveitado por Evanilson, autor de um bis, para marcar pontos junto de Sérgio Conceição