Tribuna Expresso

Perfil

Jesus é brasileiro

Gallardo tem o “balneário destroçado com a derrota” frente ao Flamengo de Jesus

Treinador do River Plate assume derrota na Libertadores e vê a desconcentração provocada pelo golo do empate como acelerador do desastre. Pede para não ser vítima da “crítica barata” e espera recuperar a confiança

João Miguel Salvador

Partilhar

Depois da maior derrota da sua carreira, Marcelo Gallardo apresentou-se já na conferência de imprensa. O técnico do River Plate, que viu o título da Libertadores escapar-se por entre os dedos, destacou as “poucas oportunidades tanto para um lado como para o outro”, que terminou com o Flamengo a levar a Taça, por “ter sabido resolver”¸ o jogo da melhor forma.

Em causa esteve uma reviravolta no resultado em tempo recorde, que o treinador assume pela descontração que o primeiro golo do Flamengo provocou e da qual os jogadores ainda não se tinham refeito quando Gabigol apontou o segundo golo. “Ficamos tristes, cabisbaixos. não tivemos a sorte que podíamos ter tido no jogo”., considera.

“A quatro ou cinco minutos falhámos o 2-0. Andámos muito próximos do golo, mas o golo do empate fez-nos cair. Não ha nada a fazer. Não terminou da melhor maneira.” Gallardo recorda que era um jogo “da maior importância”, mas lembra que a equipa tem “outra final dentro de poucos dias”, pelo que “há que recuperar a confiança”. Para o final promete um balanço. Espera ainda que a equipa não seja sujeita a uma “crítica barata” e refere que neste momento tem o “balneário destroçado com a derrota”